terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Filosofando - Aprender; Ser; Segredo


SER

Quando sou o que sou, a compreensão do ser é implícita, encoberta, ou desvelada, pelo entendimento oculto. O secreto é o que encontramos além do que revelamos. Na Bíblia, semelhante (Eu Sou o que Sou) é o nome divino. Javé, Jeová, Jáh.

Nada, ao que cabe no Sou, é exclusivo ao ser, salvo a singularidade em completa recriação constante. Tudo o que existe independente dos humanos, transcende as definições cabíveis ao que somos.

Intitular-se, ou julgar-se, mesmo que no próprio pensamento, o que imaginamos, sentimos ou pensamos, tende a ser equívoco, frente ao que realmente somos. O ser transcende o dicionário. Entretanto, resume-se quando esgota definições. Como 'ente' na 'phisis'; Como mundo próprio; Como o que somos.

MUNDO

O mundo é a escola onde somos o estudo e o pesquisador; O laboratório e a pesquisa. Aos estados do espírito, ou consciência, coexistem mundos no mundo. Como linhas que se encontram. Como as cores do branco. Como o dia e a noite. Como a luz e as trevas.

Elementum

ELEMENTUM

Átomo
Próton
Nêutron

Elétron
Fóton
Quantum

'Elementum'

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Terráqueo ao céu



TERRÁQUEO

Sobre a areia, miro as estrelas. Conecto-me onde alcanço. Balanço com o vento. Nada se compara ao todo. Como se o universo se desdobra-se em neurônios. Cosmo-pensamentos. Singularidades subjetivas. O céu é aqui? Há terra no céu? Há Terra! Dunas; Ondas; Ventos. Estou lá.

E-book by me


Download (free) - www.prossumers.com.br/pdf/pensar.pdf (este endereço estará disponível em breve - Alterações na hospedagem dos arquivos).

Endereço (temporário) http://jmp.sh/c0g3L4z

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

O Autor

O autor

Nem lhes disse 'tchau'. Quiça fosse um teste; Quiça, o destino. O que é para ser nosso, será nosso. O desafio requer coragem. O que é bom, nos olha, aos olhos bons. O mau só encontra maldade. Em algum lugar, em algum momento, continuaremos esta história. Lá estou. Sou o autor.

Bom carnaval !!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Prossumers Comics

O moralismo incomodava bastante gente.

O próprio autor que escreveu páginas sobre a libertação frente à erva

Encontrou-se com o mate (chimarrão) pronto

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Enigmas - O Subliminar; Além das mensagens (tente entender)

1º Terço

Seu coração tornou-se pedra. Já nem poderia culpar o mundo ou a humanidade. Responsabilizou-se 'a si mesmo' (redundantemente), pois já não sabia mais perdoar-se.


LINHAS TORTAS

Revisou-se a gramática, grafia e sorriso. Esquece-se; Entender o sentido.

Por ser uma composição inédita, nem lembro a letra. Havia rasuras, ao Espírito Santo.


PRECIPITANDO (Às Chuvas)

Seus martelos batiam, diante à revisão ortográfica; Antes dos parágrafos finais; Antes das conclusões fundamentadas.

Antes, mesmo, que vissem, revirando-lhes, os pregos.

'Poderia mostrar-me tal vírgula?'; 'Ou ler o texto'.
'Quero defender o que está escrito!'


NENHUMA

As luas estavam povoadas. Babá, Zé Sã e Tio Já, também, vieram à estrela, acompanhar a escravidão.

Encontrando-se, ao espelho, sem lua. Sem volta, tanta gente. À frente, restou, ir. Pelo aumento no salário; Novo cargo ou novo carro; Deixavam, a alma, na esquina, martelada, sobre as lojas, à rima, a seguir. 

Despedaçado
Aos cacos
Aos barcos

Nem rosa
Nem cravo

QUANTO AO 'SE'

Havia demasiado 'se' na questão. Havia, inclusive, o 'se' sou bom ou 'se' sou mau. 'Se' estou 'certo' ou 'o contrário'.
Portanto; Desconheço-vos.

TABULEIROS

Às lamentações, versos gratuitos. À irmandade, esquerda ou direita. Antes, ou após, o primeiro café; O que resta? Mais alguém?
Escrevo o próprio nome. Salvo o lugar; Ao grão que sou.

CRIPTOS 

Figuras 
À linguagem

Parábolas 
Aos versículos

Poesia
Alquimia
Cracia


SECOND-'LIFES'

Nunca mais lhes vi. Nem quis contar-lhes os novos planos. O fato é que aquela ilha afundou. Só há uma vida na encarnação. Sou a que vivo. Recriando-me, lá, estou.

BYTES AND VOIP

Nem tive tempo para lhe aprontar o leite. Há tanta gente no mundo. O barco estava cheio. O saco, cheio. Mergulho.

Ao bando, tocaria, além das zero horas. 
Por aqui, quem toca, conosco?

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Filosofando - Espiritual, Físico, Material


BRICKS ON THE WALL

Existem personalidades múltiplas frente ao contexto capitalista atual. Cada um se porta conforme os próprios interesses e possibilidades. A realidade é que o sistema impõem a competitividade. 

Integrado mercadologicamente, está, quem se inclui na camada produtiva exercendo atividade lucrativa. Quem está acordado cedo, possivelmente, está por ter um objetivo concreto. Ou, na pior das hipóteses, sofre de insônia por sua condição de sobrevivente à selva canibal. 

A zona de conforto neutraliza muitos combatentes. À batalha, melhor buscar caminhos alternativos, quando o deslocamento se mostra invisível. Avançar é necessário. Somar ganhos no dia, é o mínimo que se deseja. Seja ao financeiro, ao conhecimento, às habilidades e as mais diversas batalhas humanas. 

Algumas coisas dependem só de nós. Treinar, se alimentar melhor ou libertar-se dos vícios mundanos; Substituir a boemia noturna por mais momentos à luz; Pôr as coisas em ordem; Firmar novas parcerias; Trilhar novos caminhos.

Há uma escolha em cada encruzilhada. Salvo quando temos um plano a médio, curto e longo prazos. Ao mês, à semana, à hora e à vida. Não tenha pressa. Curtir o caminho; Produzindo. 'All in all it's just another brick on the wall'. Assim se constrói a obra.

ESTADO ESPIRITUAL

Cada um tem um a visão própria quanto aos desafios cotidianos. Dos workaholics aos zens. Cada um tem uma forma secreta ao viver a vida ao próprio modo. Dos materialistas ao extremo aos desapegados por inteiro. Ao material, ao físico ou ao espiritual. Os percursos são tão importantes quanto os objetivos. Particularmente, me importa, o equilíbrio. 

A sensação que, o tempo todo, as nuvens movem-se, quanto ao lugar. O Sol abre ou os relâmpagos tomam o céu. Como os trovões que ouvem-se em meu quarto. Como o chuveiro que, imita a chuva, ao banho. 

O inferno e o paraíso, são construções, ao estado espiritual.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Ilumina-te


A batalha interior continua além do Sol. A noite é uma extensão do dia. 'O dia, luz', conforme o Gênesis. 'A noite, trevas'. Portanto, cada ser busca a iluminação conforme a sintonia ou objetivo. Dia ou noite; Noite e dia. A luz é o que abre o caminho além das trevas. Ilumina-te e saberás o que fazer.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Raios Solares

Imagem editada de uma foto que fiz da janela do escritório

VERSOS

Descalço 
Sob uma árvore
Lendo os versos do ar

À luz; descalço 
Sobre a areia
Lendo às sereias 
Contos ao mar

PROCESSO CRIATIVO

O que falar sobre o processo criativo? Ao cosmos das idéias; Me sinto mais a vontade, lendo sobre uma árvore, descalço à luz. Mais do que em uma mesa usando terno. Contudo, quem negociaria sob uma árvore? O processo criativo difere da negociação quanto à apresentação. Assim como a linguagem e diversos protocolos. 

No entanto; Só há negociação quando há produto  (mercado/consumo); Só há produto quando há produção. Criar é anterior a produzir.  Como me refiro à criar, melhor estar à vontade.

ETNOGRÁFICO 

A chuva também é um laboratório. Ao experimento cotidiano; Aos novos caminhos. 

PÓRTICOS 

João-de-barro já dizia
Ao, sua casa, construir

Água, terra e alquimia
Portas, à luz do dia,
Ao ar, abrir 

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Filmados


O que seria, de nós, se não cuidássemos os próprios pecados? O próprio progresso; A própria vida! O que seria do ser se não cuidasse a si próprio? A vida alheia se tornou produto. As câmeras estão por tudo. Nos mercados, elevadores e parques. Você está sendo filmado o tempo todo. Então; Sorria. Faça o papel à cena. Este é o seu filme. 

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Universos


Vive-se em universos paralelos. Mundos individuais e coletivos. Ambientes de convívios e grupos de interesses. Posicionamentos ideológicos, políticos, religiosos ou filosóficos. Em que cada um possui uma visão particular, subjetiva, construída sobre as experiências pessoais (vivências). Nestes mundos imersos no mundo, ou universos do pensamento, interagimos no virtual, material ou espiritual. A triangulação que emerge à Idade Mídia ou Nova Era.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Batalhas


O certo é que a batalha cotidiana ensina, ao guerreiro, o Bushido. Ao praticar a arte do Bom combate (a favor próprio e contra ninguém), move-se ao desenvolvimento das habilidades e competências utilizadas no campo de combate. Persuasão ao prospectar clientes; Competência, ao fidelizar; Perseverança ao perseverar; Resistência ao manter-se em pé (em luta). Seja na luta pelo lugar ao Sol ou pelo sustento ao dia-a-dia. Seja na luta para entrar em forma ou aprender alguma arte nova. A vida é luta diária


sábado, 11 de fevereiro de 2017

Cibercultura



AO 'BEABÁ'

Aos dispositivos (e cultura), a convergência tecnológica. Aos mitos imaginários, a adaptação multimidiática. 

A nem tudo há uma realidade aumentada ou segunda tela. Mas podemos criar. Infinitas realidades.

Quem? Diz o que? Em que canal? A quem? Com que efeito? O imaginário além da Internet das coisas. Matrix; Virtual e real.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Fragmentos - Biográficos Imaginários



ARMADILHAS

Certamente, a academia não era para fumantes. O guerreiro ignorou a sentença. Mais chance, teria, ao ar puro, malhando, do que aceitando os convites para sair a noite. Os bares estavam cheios de outras armadilhas.

Há mais de sete anos, longe do inferno, resolveu seguir a cartilha. Evitar a noite é o que lhe mantinha a salvo.

AO AR

No caixa do supermercado; Esclareceu, com todas as letras: 'O treino é para mim; O álcool, ao bar. A grana é para mim; O fumo, ao ar'.

ENCOMENDAS

Ele precisava de ajuda. Alguém para conversar, ajudaria bastante. Mas elas não tinham filhos, nem filhas, para entender. Tampouco queriam ter. Nem mesmo sentiam-se culpadas ou no dever. Embora, também, fizessem encomendas.

AO SABER

Lhe disseram, sem medo, que não sabia escrever; Nem sabia estudar, trabalhar, tocar, cantar, correr, treinar ou lutar.

Foram beber; Quando entrou em guerra.
Disse, para si próprio: 'Tenho que aprender'.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Water to break


WATER TO BREAK

Como livrar-se da inquietação pós-moderna quanto aos planos e o tempo? Objetivos a longo prazo, ou diários, cedem a atenção ao cronograma 'hora em hora'. O que fazer das 16h às 17h? E das 17h às 18h? Quando os 'trabalhos' são tantos enquanto escassos? Quem cumpre horário fixo nem imagina o que é isto. Quanto aos objetivos paralelos; Seria o foco ou o equilíbrio espiritual? O objetivo ou o processo? O ir ou o alcançar-se, em si mesmo, onde nos encontramos em pensamento? Lá nas atividades 'x y z'; 'Hora em hora'.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Universo Paralelo


UNIVERSO PARALELO

Estavam na Sessão, Papai Velho, Pai Guri e Pombo Giro. Nem mesmo Zé Pilantra entendia o Sincretismo. Os humanos tinham cara de Demônio; Enquanto os demônios faziam cara de Anjo. Cavalo Espada testemunhou a discussão entre Atarranco Toco e Abro Rua. Tudo se deu em um diálogo imaginário intra-pessoal.

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Auto-psicanálise


AUTO-PSICANÁLISE 

Descobri que o caminho me motiva mais que os pontos de chegada. O simples 'ir'.

Quando subo na esteira para correr, por exemplo, e há uma meta, o processo parece um martírio até o 'ponto de chegada'. 'Tenho que fazer tantos minutos ou quilometros'.

Quando faço na esportiva, eventualmente, faço  o que seria a meta. Mas também faço menos ou mais. A diferença é a satisfação no percurso. A alegria no processo.

Prazos me incomodam. Liberdade me alegra. Costumo dizer que os melhores avanços, até então, obtive na brincadeira. Quando há prazer no caminho em vez de transferir a satisfação ao 'ponto de chegada'.

Gosto mesmo é de ir. Assim venho ultrapassando metas que seriam pontos de chegada. Contudo, continuo indo. Pois o que me motiva é o caminho.

Detesto competição desleal. Aquela que se dá defronte a quem só quer participar. Detesto comparações com os outros. Me comparo comigo mesmo. O antes, o agora e o que vem pela frente. Como posso melhorar. Como posso evoluir. Livre de cobranças ou metas rigorosas.

Quando me convido para correr, venho até a esteira, à quadra de basquete ou o tratame. Quando me pedem para correr, lembro que tenho outras coisas para fazer. Tento guardar este pedido em mim mesmo. Livre de delegar cobranças.

A primeira vez que deixei de fumar foi quando ninguém mais se importava com isto. Quando me pediam isto, me sentia privado do arbítrio. Me decidi quando puder escolher sem culpa, vergonha ou pena.

Coloquei o foco no que estava certo. No que me alegra. Assim procedo para manter-me motivado ao que tenho que fazer. Ao que desejo fazer. Ao que estou fazendo.

Quando penso no que quero fazer ou ter, procuro, antes, me alegrar com o que disponho no agora.

É este 'agora' que sinto, e quero, 'lá' (durante o caminho) além dos pontos de chegada.

OBS: Postei este texto malhando e correndo sobre a esteira.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Filosofando - Portas, Rebanhos, Lojas


QUEM É QUEM?

Quem te quer bem, rirá junto contigo. Quem não te quer tanto, rirá de ti.

Quem te ama como és, te valorizará as virtudes. Quem não te considera tanto, te apontará os pecados.

Quem te respeita, te ouve. Quem não te deseja tanto, rebaterá, majoritariamente, o que discorda.

O sábio considerará teu lado bom.
O tolo se importará com tuas tolices.

O mundo de quem cultiva dois lados, será repartido. Pois, quando, por um lado, está dentro, por outro, está fora.

Quem entende que, triangulações, e pontos colaterais, compreendem o mesmo plano, vive na integridade do Espírito.

DESCONFIE

Desconfie de quem se desliga dos outros quando conversa contigo. Pois, eventualmente, assim o faz, quando fala de ti.

Quem é da luz, dialoga às claras. Nada esconde, quando nada deve.

IMAGINE

Bastante, do que pensas ter visto, é apenas imaginação.

Quando alguém te faz uma pergunta maniqueísta, para responderes sim ou não, diga a verdade ou reserva-te ao silêncio.

Jamais, em hipótese alguma, testemunhe falsamente. Seja, o teu sim, sim.

ÀS LOJAS

As ovelhas, assim como os lobos, também tocam em bando. Compram, e vendem, às lojas.

No entanto, ao negociar com galinhas e porcos, encontram-se como galinhas e porcos.

Ao deixar alguém de fora (do rebanho ou da alcatéia), esquecem-se, também, involuntariamente, parte da própria terra e do próprio céu.

Inclua, cada um, primeiro, no amor.

O OUTRO E O MESMO

Ao delegar teu outro, ou teu mesmo, deixaria de ser completo. Embora sejas semelhante.

Ao singular, inexiste o igual (ou o contrário); Pois está sempre se recriando.

Completar-se é esquecer-se dos espelhos.

Encontra-te, em ti, teu outro e teu mesmo. Concilia-te, no íntimo. Torna-te singular, na própria pluralidade.

Deus é o criador do bem e do mal (e tudo o que existe). Embora bom.

ÀS PORTAS

Quando ignoram tuas palavras, busque quem te ouça.

Sempre há uma porta aberta na casa do Senhor.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Filosofando - Sabedoria, Fonte, Filosofia

Porque Sócrates também não fez curso de filosofia 

A SABEDORIA

'A sabedoria do prudente é entender o seu caminho...' Pr 14:8.

ÁGUA DA FONTE

Bebia água do rio e sentia como se o rio o puxasse. Então, resolveu beber das novas fontes. Hoje, pôs água no rio.

Havia uma saída, além de lotus. Não dos locais; Mas das circunstâncias.

PROSSUMERS CHURCH

Somos uma igreja diferente. Além da doutrina cristã, baseada nos evangelhos, também cultivamos a arte, a ciência, o esporte e o saber.

Política, democracia, filosofia, magia e tecnologia, também integram, nossos interesses, ao plano divino.

Prossumers Church*

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Escambos II


ALÉM DO ESCAMBO 

Se fosse o prefeito (no entanto, sou o que sou o que vos escreve), ou governador, certamente, já teria criado a própria moeda local. O que facilitaria a circulação de produtos e serviços; No mundo em que, um dia, escravos valiam charutos e café.

Enquanto isto, nas praças sem banheiro, homens cagam no chão, enquanto moças juntam dejetos pet.


PENSANDO BEM 

No mundo em que, em algumas periferias, o sistema hidráulico é pior que na Mesopotâmia; Jimi-Hendrix tornou-se singular porque ninguém quis trocar-lhes as cordas do violão.

Certamente, o tempo das latrinas era mais higiênico que tempo das praças sem banheiro.

MASCATES SHALOM

'Bem que poderia chover, Batatinha. Mas nem sempre o tempo ajuda'.

Enquanto Catatau e Babalu colhiam rosas à procissão, perguntaram-lhes: 'Será que vela dá grana?'.

Certamente, corretagem de imóveis daria mais grana se não tivesse que gastar o do almoço em ônibus. O lance é ir à praia e torrar, com um rolo de papel, do lado do banheiro químico: 'Cinquenta centavos o metro; Cinquenta centavos o metro'.