terça-feira, 31 de maio de 2016

Deus criou o homem e vice versa .'.


DEUS CRIOU O HOMEM - E vice versa .'.

Calma; Antes de uma revolta generalizada, entendam o que quero dizer com 'Isto'.

As religiões têm algo em comum: A crença de que o poder supremo que, eventualmente, chamam de Deus, tenha criado tudo o que existe. O homem se encaixa como obra da criação.

Em tempo simultâneo em que tais escrituras se multiplicaram pelos séculos, emerge, também, a figura dos profetas, legisladores escribas ou mediadores do espírito.

Cada crença tem, como característica própria, uma forma ou método de difundir a mensagem como é receiba. Geralmente, de forma figurada, através de parábolas, enigmas, simbologias, sincretismos e desconstrução de mitos.

Os personagens (profetas, mestres, santos, deuses, orixás, etc.) das escrituras, surgem como manifestações de subjetividades (formas de pensar, agir e se portar, no mundo) singulares. Eventualmente, sem precedentes.

Cada crença, ou profecia, se encarregou de compartilhar a 'revelação' da forma como a captou do plano metafísico (imaginário, espiritual, mental, racional, subjetivo ou psicológico).

É óbvio que os homens foram influenciados pelos lugares, climas, vivências, pessoas e hábitos, das respectivas épocas. As linguagens, culturas e tradições, dos povos, ajudaram a configurar o que hoje temos como 'Os Livros Sagrados'.

A diferença essencial, dos livros sagrados, ao imaginário da literatura ficcional, é que, nas escrituras religiosas, os relatos são carregados por testemunhos de fé imensurável.

Assim como emergem incontáveis testemunhos de fé, verdades, saberes, revelações e profecias, emergem, também, inúmeras fomas de entender o 'Criador' e a 'Criação'. O que chamo de auto-recriação do espaço-tempo. Em que Deus criou o Homem; Enquanto o homem vem recriando-se no entendimento como criatura e fruto da criação.

JD

segunda-feira, 30 de maio de 2016

À Certa Ordem .'.


À CERTA ORDEM .'.

A alegria na caminhada emerge quando sigo em frente. Continuando os caminhos que escolho: Ler, treinar e produzir. Creio no progresso. Focado na fé, entendo que o mundo se alimenta dos giros.

Evitando a noite; Levantando cedo; Evitando o álcool sempre que posso. Mantendo a casa arrumada, arejada e iluminada. Tudo se torna um desafio. Como o tempo, costumo crer que avançar é escolher continuar sempre em frente.

Sempre que expando o pensamento, na mente sã, sinto a consciência expandindo. Olhar pra frente é a melhor forma de por as coisas no lugar certo.

Trago junto, como prioridade, quem continua apostando nas escolhas que faço. Mudar para quê? Quando escolhemos os caminhos do progresso.

Óbvio que algumas coisas são sazonais. Causas e consequências das escolhas que fazemos. Momentos que se intercalam. Alterações no clima, temperatura e ecossistema. Ao céu e à terra, confirmo que o caminho é sempre em frente.

Mudanças foi o que fiz antes. Melhor agora, na maioria dos quesitos que me importam.

Contudo, a melhor parte é a que trazemos desde a infância. Extrapolando as memórias. Expandindo o espírito.

O DONO DA VERDADE .'. 

Ninguém é o dono da verdade. Somos aprendizes do Pai Universo. O certo é que nenhum homem de coragem, deixaria de plantar por causa do granizo. Tampouco, deixaria de ir a praia por causa dos tubarões. Ousadia é avançar nos bons, e adversos, momentos.

JD

domingo, 29 de maio de 2016

Web .'.


CRIVAGEM DE CONTEÚDOS .'.

No Brasil temos excelentes programadores. Somos capazes de criar todo tipo de rede possível. Desde mídias sociais, a canais de compartilhamento multimídia, interação midiática e buscadores.

A questão é o crivo do conteúdo. Como a maioria do público web é formado por jovens e adolescentes, os buscadores colocam os respectivos conteúdos de interesse em primeiro lugar nas buscas (por serem mais acessados). Até aí, tudo bem.

A questão a ser considerada é quando profissionais de maior exigência, buscam determinados conteúdos e se deparam com os conteúdos preferidos pelos jovens.

O fato é que os jovens preferem o que eles mesmos chamam de 'bobagens' ou 'mais engraçados'. Enquanto o público 'maduro' prefere conteúdos em linguagens polidas.

Seria necessário, no mínimo, crivar as buscas. Ou, melhor ainda, criar plataformas específicas ao compartilhamento de conteúdos por faixa etária, gênero e grau de instrução.

SELOS DE CERTIFICAÇÃO .'.

Blogs de profissionais de áreas específicas, deveriam receber um selo de certificação. O selo lhes colocaria em destaque na hora de executar a busca.

A dica de um gourmet 'profissional' (com formação), por exemplo, receberia um destaque frente à receita de bolo da 'Fulaninha'. A questão aqui é colocar a credibilidade da informação, como prioridade frente aos quesitos mais considerados (layouts, design, efeitos, Addwords e outros atributos) da produção midiática e SEO.


WEB PARALELA .'.

Sou a favor do crivagem de sites fantasmas. Canais Web com dois anos, ou mais, sem atualização. Sites que acabam poluindo a web, deveriam ser colocados como arquivo paralelo. Como uma espécie de 'Web 2'.

SELOS DE QUALIDADE .'.

Também defendo o selo de qualidade. Alterando a métrica dos buscadores, que hoje se baseiam em patrocínios, visualizações e seguidores, para a credibilidade do autor (formação, informação e experiência).

JD

sábado, 28 de maio de 2016

Processo Eleitoral .'.


Em tempos de eleições, surgem distintas propostas e planos de governo. Leis que deveriam ser postas em vigor há bastante tempo, ainda esperam aprovação das câmaras municipais. Considerando o viável, é necessário agilizar o processo burocrático legislativo e executivo. 

A tecnologia facilita a digitalização (virtualização) dos processos. Acessando as informações necessárias para entender as necessidades das comunidades, do povo e da sociedade em geral. 

Ainda estamos longe de uma democracia direta efetiva. Considerando a urgência de algumas questões essenciais ao progresso, é urgente interagir com os públicos. Analisando medidas executáveis; Questionando planos de ação; Interagindo de forma eficiente. 

JD

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Contos de Paz - O rei e o comerciante .'.


O REI E O COMERCIANTE .'.

Um comerciante de ouro, prata e pedras preciosas, encontrou um rei no deserto. O rei estava com sede. Sorrindo, perguntou: "Estou na direção do oásis?"

O comerciante respondeu com respostas e perguntas: 'O oásis é nesta direção. Siga-me e te empresto um camelo. Entretanto, quero saber. Hoje tenho mais que vossa majestade. Por que tu és o rei? Será que sou o único que quero crescer?'

O rei respondeu: 'Também quero crescer. Contudo, irei te dizer. Tu reclamas pelo Sol em dia de chuva. Também reclamas pelo calor em dia frio. Tenho tudo isto com todo amor'.

'O que te falta?' - Retrucou o comerciante.

'A ti falta algo?' - Perguntou o rei.

'Quero mais de tudo que tenho' - Respondeu o comerciante - 'No entanto, me admira teu sorriso'

O rei recitou dois versos consagrados: '"Busque em primeiro lugar as coisas de Deus". "Conheça-te a ti mesmo"'.

JD

Contos de Paz - O velório de Cana .'.



O VELÓRIO DE CANA .'.

Canabrava era o nome de um amigo. Sempre fazia a mesma pergunta: "Onde vamos?". Cana tinha a mania de querer chegar na frente em cada lugar marcado. Tinha dificuldade em dar licença. Costumava fazer escolhas baseado nos outros.

Tudo que fazia era uma forma de aprimoramento de algo que viu antes. Costumava dizer, quanto a quem via começar primeiro: "Este vi lá em cima". Ou então, "Este deixei na terra".

Gostava de ajudar os pedintes. Com moedas e pães; Ou moedas e cigarros. Ou, ainda, bebidas de álcool.

O curioso é que Canabrava insistia em perguntar: "Para onde vamos?". Em uma única noite, fez a mesma pergunta, três vezes.

No dia seguinte, cana estava sendo velado.

*Contos de Paz
*Literatura Ficcional
*Baseado em uma 'estória' real


terça-feira, 24 de maio de 2016

Sul América Latina .'. S.A.L. .'.


A questão do progresso social, político, cultural, industrial, comercial, educacional e tecnológico (...) no Brasil, e Sul América, requer algo básico: 'É essencial que existam parcerias entre os estados, nações, sociedades, comunidade e tribos (...)'. Enumerando alguns itens vitais ao desenvolvimento, emergem questões como a autonomia legislativa aos estados, ao mesmo tempo que a criação da legislação única integrada. O mercado sul-americano e brasileiro tem potencial para multiplicar as indústrias locais. Expandindo territórios e produzindo o que hoje importamos. Gerando oportunidades e multiplicando ganhos. 

O sonho bolivariano continua vivo. Alguns pontos precisam ser considerados. Atuar com rigor nas políticas internacionais, intervindo nas questões que dizem respeito ao território local. Vive-se a dualidade da globalização capitalista e da prioridade do fortalecimento dos mercados locais. Fortalecendo indústrias, centros de pesquisa, ensino e comércio. 

O que o Paraguai fez antes da guerra que destruiu o nascimento de um império industrial, pela exacerbada ambição de Solano, é o mesmo que fizeram os Tigres Asiáticos, o Japão no pós-guerra e os chineses recentemente. Investir maciçamente em tecnologia, produção industrial e educação. Expandindo produtividade e mercados. A questão sul-americana emerge da soma de forças. Diálogo aproximado dos líderes de estado. 

Creio que deveriam haver reuniões sazonais frequentes para discutir tal questão essencial ao progresso. Bem além do livre comércio, e da criação de moeda única. Estamos falando da implementação do portunhol como língua primeira. Lembrando que os sul-americanos também falam francês e inglês. Isto, independente da aprendizagem de uma segunda (ou terceira) língua. Me refiro às Guianas e as Ilhas Falkland (Malvinas). Aliás (...). Em tom semelhante aos irmãos argentinos, continuo considerando a ilha do atlântico como terra sul-americana. Livre de pertencer a um estado nação específico, como a Inglaterra, ou os próprios Argentinos. Falo como nação independente, como um dia se tornou o Uruguai. Livre para auto-governar-se.

O sul-americano tem que aprender a defender os próprios interesses. Relações internacionais multilaterais com os cinco continentes. Cada um tem algo a acrescentar. Está na hora de receber os povos do mundo, como viemos fazendo com os haitianos, cubanos e senegalenses.  Aprender, e crescer, juntos. Temos que entender que americanos somos nós. Gaúchos, brasileiros 'y hermanos que hablam español'. Cabe a cada latino sul-americano incorporar o desejo de desenvolvimento. Muito além de Tordesilhas, Vespúcio, Colombo ou Vasco da Gama. Eis a Terra Santa ao Novo Mundo. O Novo Mundo somos nós (cada canto, e os povos, do planeta; Que aqui sejam bem vindos). 

JD

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Batalhas; Ao Guerreiro .'.


O mundo é o laboratório dos experimentos que acrescentam aprendizagem, conhecimento, entendimento e saber. Há o tempo tempo certo a cada empreitada. O avanço é certeiro quando firmadas as alianças à jornada promissora. O legado se traduz na obra oriunda dos combates cotidianos. 

Perseverar é o que define as possibilidades reais do êxito no combate. Acreditar no caminho escolhido é o primeiro degrau na escalada. Tudo começa na definição da estratégia escolhida. 

A batalha é cotidiana. O Guerreiro Justo sabe disto. Livre de julgar-se justo aos próprios olhos. Pensa diferente de quem assim o faz. Sabe que Deus Conosco é Pai Nosso, (único) Pastor, Rei Justo e Senhor dos caminhos. Dispensadas outras formas de justiça. Abrindo caminho com o próprio esforço.

JD




domingo, 22 de maio de 2016

Desafiando-se .'.


DESAFIANDO-SE (Por bem ou por mal) .'.

Tento entender as derrotas do Brasil nas copas sediadas em casa. Os fracassos dos empreendimentos brasileiros frente à avalanche de importados. Das privatizações de empresas subvalorizadas. A pobreza do povo que grita por oportunidades. Quando a mesa gira, pensamos que podemos arrumar. Estraga-se o que faltava. A demora da subida. O atraso da ajuda. Dificultando, em vez de facilitar. Estragando, em vez de evitar testar a paciência do povo frente às urgências. 

Apesar dos pesares; Creio na gente. Contudo, cada vez mais difícil. Cada vez mais demorado. O império dos 'deuses elementais' que  ainda insiste em submergir 'da promessa'. 

Por longo tempo, evitei algumas palavras nos textos dos blogs. 'Tristeza', 'raiva', 'ódio', 'recalques', 'inveja', 'ciumes', 'culpa' e 'traição'. O fato é que escrever coisas boas, nem sempre tem a retribuição desejada. Hoje descobri que temos que trabalhar o que chama-se contrários. Pois mais forte é o que trabalha melhor as fraquezas. Sanando demandas. Solucionando questões essenciais.  

Respire fundo. Força pra nós, diriam as estrelas. Energias do bem emergem das 'dificuldades', 'obstáculos' e 'desafios'.

Continuemos em frente .'.

JD

sábado, 21 de maio de 2016

Maquiavélicos .'.


Dizem que nos tornamos bons, ou maus, pela criação e pela forma como somos tratados na sociedade.

Pela leitura diurna, Maquiavel estava longe de ser um cara bem quisto e, inicialmente, respeitado por todos. Será que isto o tornou Maquiavélico? Como seria, se recebesse massagem, com óleo, nos pés, de graça? Fundaria uma ONG pró caridade? Ou montaria um puteiro com cortesia aos de casa?

Como Napoleão; Primeiramente, bem intencionado, Maquiavel bebeu da maldade dos outros. Na sequência, aproveitou-se de suas, respectivas, medidas, carências, necessidades, desejos e demandas.

Quando chega-se ao ponto de ter que impor-se pela determinante personalidade, longe de mediadas facilitações, emergem as atrocidades.

De fato, Maquiavel era intelectualmente diferenciado. Entretanto, acumulou 'broncas' ao longo do tempo. Enquanto fazia o bem, aos poucos (como se estivesse acumulando créditos e anotando o comportamento alheio), costumava descontar, a maldade, de uma só vez.

O BEM E O MAL .'.

O fato é que, tanto o bem, quanto o mal, estão em cada um. Nos alimentamos do que recebemos, multiplicando e retribuindo aos astros, à natureza e às pessoas. 

JD

sexta-feira, 20 de maio de 2016

quinta-feira, 19 de maio de 2016

4º Poder .'.


Vive-se uma guerra social, econômica e política, na atualidade. Guerra de informações; Guerra tecnológica, industrial e mercadológica. Enquanto alguns lutam pela sobrevivência, muitos se digladiam por um lugar ao sol. O cidadão é manipulado pelas mídias. Informado, exclusivamente, quanto ao que os canais de comunicação lhe permitem saber. O efeito Agenda Setting, em via dupla, é simultaneamente invertido. Preocupando efeito do quarto poder. 

JD

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Filosofando .'.



ANTES ERA ASSIM .'.

Antes, dizer 'Espero nas portas de passagem' era o contrário de abrir caminho. Por isto, hoje encomendei uma 'micha' e um 'pé-de-cabra'.

Por enquanto, façamos a 'passagem' por 'aqui'.

Ser guerreiro é perseverar ao combate.

TEMPOS DE ECONOMIA .'.

Na situação atual, tem gente roubando papel higiênico e sabonete liquido no banheiro do shopping.

RECLAMES DO COMUNICADOR .'.

Lhes garanto que, por amor próprio (vaidade, orgulho e honra), alguns lugares que, até hoje, me encontro nas portas, nem por convite, e 'babação' de ovo, terão meu retorno. Mesmo assim, lhes prometo 'visitas' eventuais, ainda, neste século.

São centenas de currículos enviados, dezenas de sugestões de parceria de negócios e tentativas de tocar os estudos .

Deus abençoe aqueles que acreditam (em), e creditam, meus esforços.

ESPIRITUALIZANDO .'.

Em primeiro lugar, o espírito; Frente aos atributos do corpo e da matéria.

FILOSOFIA PRA CARAMBA .'.

Como disse a vizinha, após ouvir uma briga por telefone: 'O cara está decalcado'. Ao ouvir isto, comentei: 'Verdade; Também Sou Descolado'

*Decalques: Figuras adesivas autocolantes.


TELEPATIAS EM ESCRITOS .'.

Quanto à telepatia telefônica;

Quando vejo, a reprodução das conversas, nas ruas, penso: 'Os telefones estão grampeados'.

Então, aprendi a 'tocar por escrito'.

Mais que ouro e prata. Tal como Salmos e Provérbios; Livros são veículos de comunicação.

CONHECIMENTOS .'.

Há sempre um conhecimento transcendente aos conhecimentos revelados e/ou conhecidos.

terça-feira, 17 de maio de 2016

Saberes .'.


O que as pessoas, a humanidade, as sociedades, os seres vivos, 'pós vivos', 'pré vivos' ou 'espirituais', conhecem, deste mundo, é 'nada' comparado ao que 'se desconhece' .'.

Ao que será revelado . . .

Trilhões de vezes mais entidades espirituais existem (nos conhecem, vigiam, ouvem e observam) do que as quais têm nome (revelado) ou nomenclatura (registrado/conceituado) .

OBS: A hibridização dos gêneros (sujeito/adjetivos) na concordância da sentença final é proposital (Kabalístico).

JD

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Prossumers Comics HQ



Oração da Serenidade ao Bom Humor .'. 

Obrigado, à pipoca;
Obrigado, à cachaça; 
Obrigado, ao palheiro;

Nos ouvem da oca;
Ecoa no mundo inteiro

Das casas, centros ou terreiro;
Licença; A vela branca "ascende", quando 'acende', aqui


*Psicografado pelo Médium Juliano Dornelles
Entidades anônimas (instintos obsessivos ao 'calque')

sexta-feira, 13 de maio de 2016

O Comunicador - Vol XIX .'.



Em tempos de 'moeda eletrônica' e 'mercados comuns', certifico-vos, desde já, que temos de ter uma moeda comum na América Sul-Latina. Ao mesmo tempo, estabelecer regras de transação comercial, livre circulação de pessoas e integração cultural .'.

A ideia inicial é criar um tipo de 'Identidade' Sul-Americana. Uma espécie de 'Passaporte' integrado a um sistema de banco de dados único. Com informações policiais, bancárias, trabalhistas, de trânsito, de saúde, etc.

O documento permite a livre circulação na América Sul-Latina. Servindo, também, como carteira de trabalho, habilitação de trânsito e identificação múltipla de pessoa física (e/ou jurídica). Permitindo a expansão de negócios, investimentos, comércio e empreendimentos em geral.

Uma legislação única rege o território Sul-Americano. Uma espécie de 'Lei Hibrida' que satisfaça as legislações locais de cada 'província' ou 'estado'. Sendo, estas, independentes umas das outras; Porém, integradas.

A virtualização dos bancos de dados permite o acesso às informações pessoais de cada sul-americano, em cada localidade em que forem consultadas. A moeda única permite a criação de 'Bancos Sul-Americanos' para pessoas físicas, empreendimentos e instituições múltiplas.

O 'território imaginário' é distribuído em distritos de influência. Distritos industriais, Casas da Moeda, Banco Central Sul-Americano, Matrizes de Governo Local, Regiões de Regência, Polos Turísticos, etc.

A criação de empreendimentos, assim como o ensino médio, fundamental e universitário, são acrescidos de normas, regras e disciplinas, de integração sul-americana.

A legislação é distribuída em partes. Uma parte geral, abrangendo a América Sul-Latina. Outra parte, local. Possibilitando autonomia aos 'estados' e 'províncias', quanto a assuntos específicos predeterminados em assembleias. 

Os representantes de governo ocupam uma espécie de mesa-redonda com poder legislativo e executivo (quando em votação de decisão unânime). O povo participa, em canais digitais, na votação de plebiscitos, e sugestão de medidas, como forma de exercício de democracia digital direta.

Este 'Projeto', com influência bolivariana, é o que chamo de 'Nações Unidas da América' ou 'N.U.A.'.

JD

quinta-feira, 12 de maio de 2016

À Escola da Macumba .'.


À ESCOLA DA MACUMBA .'.

Contos de Paz - Literatura Ficcional

Ao pedir a saída de um ex-aluno, os membros de uma escola de macumba dialogaram por trás das cortinas: "Este cara está grande. Se conseguirmos que saia daqui é porque somos maiores que isto".

Um dos funcionários da escola disse: "Bom, se o cara sair com 'isto', paga-se o 'já' e somos o 'Lá'. Invertendo a jogada, o 'Já' 'Lá' é na gente. Caso reclamem, ao 'restante', nem 'isto'".

Ouvindo o diálogo, uma abelha veio até o 'Ilê' conversar com o Babá. Queria saber o que se faz numa situação destas.

Ao saber que inexistia retorno por parte do ex-aluno, Babá quis ouvir os testemunhos: 'O ar, a luz e a terra'.

Os testemunhos completaram: "Quanto ao 'isto' 'já' 'lá', este rapaz é quem trabalha desde a origem. Portando, defendê-lo é defender-se".

O mais interessante é que o rapaz 'nem entra', 'nem sai', de lugar algum. Mesmo que sua entrada em uma nova escola, equivocadamente, significasse a saída das anteriores. Continua fazendo visitas eventuais para que se evite falar nisto. Habita um lugar em que inexiste 'dentro' ou 'fora'. Onde cabem tais 'caixas de fósforo'.

Ao meio dia, a abelha foi até o rapaz e o o ouviu orando: 'Peço ao Pai Universo, e à natureza, que retribua às pessoas, ao povo e à sociedade, cada coisa boa que concederem-me. Que assim seja. Deus abençoe. Amém'

JD

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Filosofando .'.




BOM DIA .'. 

No 'Bom dia', deixe implícito o 'bom trabalho', o 'bom estudo' e o 'bom treno'. Cada um entenderá de um modo .'.

PORTAS DE PASSAGEM .'.

Quando lhe disserem: 'Entre aqui'; Guarde a licença nas entrelinhas. Contudo, entenda que os ambientes (providos de paredes) cabem aqui, por onde ando e onde coexistem os universos .'.

Lembre: 'Todo lugar é lugar de comércio' - Salvo a Casa de Deus.

ESVAZIAR-SE E PREENCHER-SE .'.

Quando uma taça de água, vinho ou café, está vazia, raros a reconhecem como uma taça (de água, vinho ou café). Contudo, continua a ser livre para preencher-se como desejar.

Isto me lembra os últimos anos de faculdade, quando esvaziei-me de mim mesmo (subjetivamente) para recriar-me do zero.

SERES REENCARNADOS .'.

Nos terreiros (e lojas) chamou-se 'Fulano'. Entidades atenderam o chamado. Muitos o confundiram com quem atendia em seu respectivo nome. Décadas na frente, descobriram que haviam sido enganados. Postos os diálogos, medidas e atas, na mesa, muitas casas caíram por terra.

ARROZ COM FEIJÃO .'.

Quando 'pagas' (confunde com) feijão, a quem trabalha, exclusivamente, o arroz, no mínimo, tem-se a base a um Ala minuta .'.

OLHO NO OLHO .'.

Exclusivamente, quem conheço pessoalmente, sabe quem está aqui, por trás destas telas. O restante, possivelmente, nem imagina .'.

SINGULAR .'.

O normal, todos conhecem. Sobrenatural é quem sobe no espada (guerreiro) ou levanta o cavalo .'.

Quando o cara monta a pé e levanta-se a si mesmo, outras coisas são aditivos .'.

ARES .'.

Feito ou desfeito
Devolvida a terra ao pó

Do verbo à paz
Da paz ao verbo

A fumaça se esvai
O copo esvazia-se
Preenchendo-se de ar

DAS CARTAS .'.

Quando abrem-se os olhos, o mundo se apresenta diferente. No início, costuma-se guardar-se em silêncio. Até que as cartas sejam postas na mesa .'.

Caso olhares pra frente (ao futuro, do presente); Temos novo jogo .'.

AOS VERSOS .'.

Abro os versos, como se fossem caminhos .'.

JD

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Filosofando .'.


VALORIZE QUEM VALORIZA-SE .'.
Contos do terreiro - Literatura ficcional

A filha de um grande empreendedor se prostituiu por pó. O empresário veio até o terreiro perguntar o porquê de uma moça de família, com instrução e recursos, sujeitar-se a tal ato.

O Caboclo do terreiro respondeu com uma pergunta: 'Na hora de contratar, sua empresa prefere quem se valoriza ou quem se vende?'


AS NAVES .'.

As naves vieram buscá-lo na Terra. Na dimensão dos contrários, lá o deixaram. O universo se expande enquanto os mundos se comprimem. O ecossistema, em diversidade, pluraliza-se, enquanto hibridiza-se no singular .'.


ZERANDO .'.

(1): - 'Você é filósofo?'

(Zero): - 'Capaz; Sou metido a guru'.

(1): - 'Então, é guru?'

(Zero): - 'Capaz; Sou poeta !!'

(1): - 'Ah, bom. Poeta'.

(Zero): - 'Às vezes poeta; Às vezes guru'.

(1): - 'Eu vi que você filosofa'

JD

domingo, 8 de maio de 2016

Espaço-Tempo .'.


ESPAÇO-TEMPO .'.

Ao espírito inquieto; Avançando à estrada
Oferecer-lhe, o sofá, ao repouso
Soa como ofensa, deboche ou piada

Contudo, esclarecendo em verdade
Entende como cordialidade

Respeita, por gratidão
Preservando: 'A batalha; Ao combate'

. . .

O estribilho, certamente, diria
'Zerando; Nem talha; Nem bate'
Reservando: 'A batalha; Ao combate'

JD

sábado, 7 de maio de 2016

O Comunicador !!

Clique

Apropriação de conteúdo .'.


A questão do uso de imagens da web, quanto ao crédito da fonte, vem sendo debatida há mais de década. O fato a ser considerado é o de que se tornou incontrolável a apropriação de conteúdo, informação e dados (visuais, textuais, audíveis) postados.

Encontramos, com frequência, imagens de políticos, celebridades, telenovelas, desenhos animados, print screens de websites, cenas de filmes e mais, utilizadas em montagens. Com frases, dizeres e desenhos feitos sobre os originais.

O respeito à imagem pública deixou de ser exigido. Muitos usam de paródias, criticas ofensivas, deboches e ridicularizações, aos 'personagens' da realidade e da ficção. Na web, perante o público jovem, o caráter humorístico (a qualquer preço e a todo custo) vem pesando mais que o informativo.

JD

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Organizando-se .'.


Às vezes é preciso desacelerar para continuar tocando o barco. Colocar as ideias em ordem e re-acelerar aos poucos. Reformular cronogramas e redefinir plano de estratégias. Analisar Matriz S.W.O.T. Repensar objetivos a curto, médio e longo prazos. Recriar-se é questão de perpetuação subjetiva. Tornar-se melhor em algo, a cada dia. Aprimorar-se. Mesmo que seja o modo de olhar pro mundo e encarar os desafios. Perseverar é afirmar-se no caminho escolhido. Empiricamente, o conhecimento posto em prática, é saber de valor transcendente a graus e títulos. O que nos torna quem somos além dos rótulos. Legitimando singularidades .'. 

JD

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Empírico .'.



As vivências cotidianas revelam questionamentos, entendimentos e autoconhecimentos empíricos. O ecossistema como um laboratório; O ser como uma construção de si; Os caminhos como alternativas; Os ofícios como instrumentos interativos dialógicos da consciência social; As linguagens como expressão singular; O sobrenatural; O subjetivo .'.

JD

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Contos de Paz !!


A CASA DE JOANA .'. 

A casa de Joana caiu por terra, quando descobriu ter empregado um ateu em vez de um devoto .'.

O empregador disse: 'Estou nem aí com os funcionários; Pois sei no que acredito; Os funcionários são livres'.

A Senhora, com o filho no colo, respondeu: 'Dispensaste um que ora por mim, em prol de um que pede sem. Lembre disto'

JD

terça-feira, 3 de maio de 2016

Autobiográfico .'.



ESCREVER COMO TERAPIA DO AUTOCONHECIMENTO .'. 

Escrever é uma forma de esvaziar-se emocionalmente; Ler é uma forma de preencher-se de informação, conhecimentos e novos saberes.

Cada um tem algo que o inspira. Uns saem à noite, outros olham televisão; Conversando ou ouvindo música. No meu caso, as ideias e iniciativas emergem quando leio.


CONHECENDO A SI MESMO .'.

Com o tempo venho aprendendo a lidar com os anseios. Sou extremamente inquieto. Me irrito quando insisto em uma coisa só. Me alegro quando intercalo atividades em foco distribuído.

Amo ler, escrever, fotografar, música, filmes, pedalar, malhar, etc. Contudo, faço tudo em frações ou simultaneamente. Em partes. Como se cada atividade fosse um combustível às demais. Uma forma de terapia motivacional. Um break para repor energias.

LEITURA COMO TERAPIA OCUPACIONAL MOTIVACIONAL .'.

A leitura, em meu caso (de modo semelhante aos exercícios físicos e ao ato de escrever), tem efeito similar ao que um dia buscava no fumar ou beber !!

(Ler) Me acalma; Me motiva; Me faz pensar . . .

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Questões .'.



Eventualmente, me pergunto, diante dos desafios do mundo: 'Quem é o bom nesta história? A que nos propomos, de fato? Que planos ocultamos de nós mesmos? O que sugere o capitalismo? O feminismo? O machismo? Competir? Dividir-se em grupos ideológicos por afinidades ou interesses? De que estamos falando, afinal? Por que se esquecem do conteúdo, frente a forma e a gramática? Se importam tanto com grafia, ortografia, caligrafia; Alguém entendeu a mensagem? Ou se esqueceram de tudo? Profecias; Poesias; Alquimia; Criptografias; Magia' .'.

JD