domingo, 31 de janeiro de 2016

sábado, 30 de janeiro de 2016

Luz do saber .'.


Ao viver a experiência das consequências de um temporal que, com chuva, vento forte, raios e trovões, além de destelhar casas, derrubar árvores, deixou, boa parte da capital gaúcha, sem energia elétrica e, consequentemente, água encanada, noto o quanto somos, cada vez mais, dependentes das tecnologias.

Desde a luz, que serve para iluminar o lar, aos eletroeletrônicos, que utilizamos ao trabalho, conforto e lazer, surgem as síndromes de abstinência e privação tecnológica. Mesmo sendo um conforto de menos de sessenta por cento da população, a internet se torna ferramenta básica nas atividades cotidianas de muitas pessoas.

Viver longe da comodidade tecnológica, se torna um desafio indesejado. Porém, edificante. Retomando os laços ancestrais do mundo primata, em torno do fogo, ao som do vento, no sussurro silencioso dos questionamentos empíricos da vivência consciente. À luz, exclusiva, do saber.

J.P.D.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

O Comunicador "!"


INVESTIR EM EDUCAÇÃO É O CAMINHO AO PROGRESSO
Eis a via ao desenvolvimento cultural de um povo

A educação é base à construção do futuro de uma nação desenvolvida. A informação é o diferencial no desenvolvimento tecnológico, científico, cultural, artístico a industrial. Países desenvolvidos investem mais na formação social, intelectual e profissional, dos indivíduos.

No mundo em que conhecimento é poder, ter acesso ao saber se torna diferencial à competitividade no mercado e trabalho. A inclusão social, passa pelo letramento e alfabetização digital.

Neste contexto, a formação técnica, durante a escola, se torna uma vantagem competitiva. Do mesmo modo que o conhecimento informático e o domínio de línguas às relações internacionais.

Investir em educação é essencial ao progresso de um povo. Trata-se da infraestrutura ao intelecto racional. Subsídio que faz a diferença na hora do combate mercadológico.

Países industrializados, e tecnologicamente desenvolvidos, costuma investir maciçamente na formação de jovens profissionais. Somente quando valorizarmos o papel do professor como formador de cidadãos racionais intelectualizados, é que solucionaremos a questão da inclusão cultural. Do mesmo modo, valorizando a escola como uma segunda casa e extensão a família. 


prossumers.com

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Comunicando .'.



COMUNICANDO NA WEB .'.

Produzir conteúdo na internet se torna cada vez mais fácil. Da literatura à informação em formato textual; Em fotografia ou audiovisual; Cada internauta, com acesso à rede, se tornou produtor de conteúdo em potencial. Apesar da vantagem na facilidade em expor opiniões, ideologias e experiências, há um lado preocupante nesta produção exacerbada. Raros conteúdos têm credibilidade. O que nos faz questionar a liberdade de expressão, sem limites, e a obrigatoriedade da formação aos comunicadores .'.

Há dez anos, uma liminar, desregulamentou a profissão de jornalista. O que contribui para tornar a comunicação, na web, um caos. Marginalizando os profissionais graduados e inserindo, em seus lugares, os prossumidores autodidatas. Como bloggers, vloggers e fotologgers. Muitas vezes, se tornando contribuintes à disseminação de boatos e desinformação geral das massas. É sabido que sites, e plataformas de compartilhamento, como Wikipedia, YouTube, Wordpress, Tumblr e Twitter, se tornaram palcos em que contracenam informações de profissionais conhecidos e pessoas comuns .'.

A questão não é proibir a liberdade de produção e compartilhamento de cultura, arte e informação, mas sim, credibilizar alguns conteúdos. Criando uma espécie de selo ou recomendação oficial. Ou, ainda, criando plataformas restritas a especialistas de áreas específicas. Em que possamos encontrar informações de cunho verídico. Comunicação é algo sério. Há uma fronteira, entre informação, entretenimento, cultura, humor e arte. Enquanto uma regulamentação da produção, e compartilhamento, de conteúdo e informação, na web, é apenas um sonho com finalidade de credibilizar as plataformas virtuais, nos resta consumir com discernimento .'. 

A QUESTÃO DOS VÍDEOS PRIVADOS .'.

Chamo a atenção especial à postagem, na web, de vídeos compartilhados via Messenger, Skype e Whats App. Nem todos, que se expõem em mensagens privadas, têm o desejo de ganhar visibilidade. Ainda mais quando os conteúdos são dispostos livre de maiores edições; Expondo nomes e identificando as imagens compartilhadas, com informações controversas acompanhadas de atestado de legitimidade.

Fazer uma montagem de uma celebridade (político, atleta, ator, etc) e compartilhar de forma 'humorística', é diferente de compartilhar um vídeo com 'informações reais' expondo a privacidade da vida privada. Ou, um vídeo montagem, com informações inventadas passando, de forma afirmativa, por verídicas.


CAMPANHA PELA OBRIGATORIEDADE DO DIPLOMA .'.

Neste sentido, jornalistas lutam para retomar a obrigatoriedade do diploma. Eis uma questão de interesse público. Ao bem da sociedade, dos profissionais e dos consumidores de informação .'.

J.P.D.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Leis do Cosmos .'.


Há uma lei no cosmos, traduzida pelas leis da física quântica, que nos revela os efeitos de atos, desejos, pensamentos e sentimentos. Tudo aquilo que desejamos, e idealizamos, causa um efeito proporcional e de natureza semelhante. Quanto mais alegrias compartilhamos, mais abrimos os canais  sensoriais à geração de bons fluidos; Quanto mais bons sentimentos cultivamos, mais produzimos em tal direção; Quanto mais atividades motivacionais realizamos, mais nos motivamos a continuar realizando. Cada um recebe aquilo que compartilha; Enquanto, recebendo, terá mais a compartilhar .'.

J.P.D.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Escolhas - E destinos "!"


Nada é por acaso; Dizem os defensores do destino pré-determinado. Os espíritos mais fortes são submetidos a provações mais demoradas e sacrificantes. São desapropriados da possibilidade de voltar no tempo, uma vez que a missão requer continuar em frente. Tais espíritos optam por trazer as memórias boas junto das experiências dolorosas. As primeiras fortalecem; Enquanto, as demais, lembram do respeito que temos de ter frente ao cosmos, à natureza e à humanidade .'.

J.P.D.

domingo, 24 de janeiro de 2016

Poligamias .'.


As relações relâmpago, com finalidade, exclusiva, de curtição pelo sexo, existem desde o tempo das cavernas. O fato é que os relacionamentos foram sendo configurados, como tempo, nas sociedades. Cada nação, e civilização, tem um modo de interagir sexualmente. Da monogamia à poligamia, o mundo se transforma novamente. Com o feminismo defendendo a liberdade de mulher em relação à escolha dos pares sexuais antes do casamento, fez com que o próprio casamento deixasse de ter a mesma magia dos tempos da virgindade sob véu e grinalda.

Há quem diga que tais rituais deixaram de ter o valor mágico de outros tempos. Mesmo que simbólico. Ironicamente falando, qualquer pai, filho ou irmão, que casar-se com uma 'moça experiente' teria de compartilhar, na lua das memórias das vivências anteriores de seu par, a visualização de cachos de banana, pepinos, palmitos, etc.

O fato é que muitos homens desconsideram a importância da exclusividade; Ou, digamos, da prioridade. Isso deixou de ser importante no mundo atual. O que vale é o entendimento mútuo; a parceria e a amizade. O que faz com que os relacionamentos se tornem descartáveis, rápidos e momentâneos. O que vale, agora, é curtir o momento. Mesmo assim, um pássaro na mão continua sendo melhor negócio do que dois voando.

J.P.D.

sábado, 23 de janeiro de 2016

Efeitos Sociais "!"


Os efeitos da sociedade de consumo mostram-se, cada vez mais, preocupantes. Enquanto os consumidores, de alto potencial, deleitam-se com os produtos industrializados, e bens de consumo, o povo marginalizado, composto por analfabetos digitais, e intelectualmente desfavorecidos, sofre a fome e sede por um mundo inclusivo. A alta burguesia capitalista se distancia da massa. Será que somos responsáveis por isso? No mundo profissional, vale-se o quanto se é capaz de produzir? Há valor no grau de conhecimento e competência? Ou nem isso importa mais? Como podemos contribuir à solução deste distanciamento? Vale a pena andar na lei, e manter as contas em dia, em vez de ser corrupto? O que dizem os dados? Será que a ordem é base ao progresso? Será que as leis têm valor como defesa de direitos e cobrança de deveres? Será que existe meritocracia? O que se planta, colhe? 

J.P.D.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

O Comunicador "!"


O COMUNICADOR III .'.
Link para leitura em dispositivos móveis e impressão:www.prossumers.com.br/paper/comunicador3.pdf

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Ordem .'.



Ordem implica lugares, e tempo, certos; Por ,em prática, a teoria; Traduzir conceitos em ações; É entender que desfrutamos do mesmo ecossistema; Que fazemos parte de uma única espécie; Em vez de raças. Entender que o termo ‘sociedade’ implica coletividade; Respeito às diferenças; Inclusão dos marginalizados; Educação como base da formação pessoal, cultural e profissional de um povo; Promover a paz, em vez de guerras; Justiça, em vez de injustiças; Punidade, em vez de impunidades; Neste sentido; em vez de caos; Ordem .'.

J.P.D.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Diálogos .'.


COMÉRCIO SUBJETIVO .'.

Frente à seguinte questão (da página de uma coaching)

"Cada não que você diz a alguém é um sim que você diz a si mesmo"

Desconstruindo a 'Brak' - Faço a observação:

Depende de quem; Em que circunstância; Se é a um aliado em potencial; Se é a quem te quer bem; Se é a quem nunca te negou nada; Se é em relação ao caminho certo; Se é em relação a um pecado ou desvio; Se é a um agenciamento; Se é em relação a um aliciamento; Se é para construir um mundo melhor; Se é para somar em algo; Se é para negar isso; Ou ir contra alguma coisa (...)

Cada situação é única "!"

*Comprar o sim pelo não, quebrou muitos países.

Neste caso, é hora de ressarcir, e indenizar, quem está acordado e consciente. Principalmente quando tem mais aliados, e testemunhos (no céu e na terra), do que imaginas.

Em vez de fazê-los burros de carga; Indenize enquanto é tempo; A demora, eventualmente, te custa mais que a alma; Salvo quando te sobras Nenhum Ninguém; Tendo de carregar as montarias (aliciadas pelo 'não' ou agenciadas pelo 'sim') .'.

Apressa-te para salvar o que resta .'.

Por aqui; Salvo o aviso aos navegantes "!"



TOLERÂNCIA RELIGIOSA É AMOR .'.

Há várias passagens bíblicas que completam;

Se de um modo diz:'Só adorará o senhor teu Deus';

'Ninguém vem ao pai, senão por mim'

'Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra'.

Além das pedras, dos ciscos e das traves;
O que diz o mestre dos cristãos?

Se fosse resumir, em um só mandamento: 'Amai-vos'

O amor tolera; é livre de ciúmes; e piedoso;

Portanto; Valorizemos a fé no bom caminho.

De modo distinto: Que religião não tem pecado?

- Mostre-me as pedras nas mãos e o cisco nos olhos;

- Ou lembre do que resume o mandamento cristão (caso fores cristão).

Tolerância religiosa é amor.


TERREIRO GAIA .'.

Um positivista e um espírita conversavam . . .

"Eles evitam conversar com os mortos, pois pensam que os esperam do outro lado".

J.P.D.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Prática - Desenvolvimento Espiritual .'.


O desenvolvimento espiritual é uma conquista daqueles que se dedicam aos interesses do espírito. Do mesmo modo que o crescimento pessoal e profissional. Quanto mais praticamos uma habilidade, mais desenvolvemos as competências. É como um dom a ser lapidado cada que vez que posto em aprimoramento. Praticar é a melhor forma de aprender .'.

J.P.D.

domingo, 17 de janeiro de 2016

sábado, 16 de janeiro de 2016

Economizando .'.


ZEROS .'.

Pela primeira vez, na jornada, isso acontece. Parece mágico.

Há mais de cinco (ou sete) anos, vivi um momento diferente. O saldo chegou ao vermelho várias vezes.

Há algum tempo, eliminei o limite da conta. Para evitar a cobrança que o banco faz pelo serviço. Ou seja, comecei a usar só o que tenho. Nada de dever em banco.

O fato é que, ao economizar a verba, sempre deixo, na conta, um saldo simbólico. De centavos pra cima.

Neste sábado, fui ao banco, ver o saldo, e vi apenas zeros. Lembrei-me da ida ao super; Parte das compras, em grana; Parte, em débito.

Em vez de clamar a Deus a me atender os anseios profissionais, suspirei aliviado. Lembrei-me, rapidamente, dos tempos das contas a pagar.

Hoje, como uma benção, as contas estão em dia. Há água e alimento na cozinha. No toalete, e na área de serviço, o suficiente para higiene e limpeza.

Isso porque evitei sair a noite, em prol das compras no super; Isso porque, em vez de beber em dias de semana, invisto em alimento, cultura, lazer, trabalhos, estudos, esporte e arte; Em vez de extrapolar na noite e gastar em festas, mantenho as contas em dia. Em vez de tabaco ou drogas, invisto em diversos produtos.

Aqueles zeros todos, talvez, significam os investimentos da semana:

Zero em álcool
Zero em tabaco
Zero em drogas
Zero em putaria
Zero na noite

Zero em algo mais 
Zero além disso
Etc.Etc.Etc.

Zerado, Que agora a gente possa subir de verdade Emoticon smile

Deus Abençoe “!”

ECONOMIA .'.

Tenho certeza de que há pessoas muito mais necessitadas no mundo; Com fome; Com sede; Com frio ou vontade de tomar um banho; Em busca de um trabalho digno; Para saciá-las como gente de verdade.

O que me revolta é ver muitos reclamarem o leite das crianças, enquanto consomem álcool, tabaco e drogas. Há uma palavra que precisa ser lembrada: 'Economia' - Que significa o uso racional dos recursos.


CURTIR A BATALHA .'.

Se você tem pressa de chegar a algum lugar, recomendo conversarmos rapidamente. Pois também tenho o que fazer.

Agora; Se você quer curtir a batalha cotidiana, frente aos desafios do caminho; Ande ao meu lado.

J.P.D.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Profetizando .'.


SALVAÇÃO .'.

No dia da salvação, 'haverá choro e ranger de dentes'.
Muitos desejam embarcar na 'Nave do Senhor'; 
Raros se desapegam dos legados e heranças que deixam à terra.


CONQUISTAR O PLANO ESPIRITUAL .'. 

Cautela nos anseios terrenos; Prudência nas escolhas e caminhos; Lembre que o espiritual é eterno; Conquiste, primeiramente, o espírito .'.

'Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?'
O relacionamento conjugal, a ocupação profissional. o status social e os bens materiais; Tudo isso é importante e necessário. Contudo; Nada disso se compara à eternidade do espírito.

A conquista do céu, pelo espírito, é algo que se renova diariamente .'.

TUDO 'LÁ' É AQUI .'.

Joãozinho estava com dificuldade de conseguir lugar no mercado de trabalho. O Mestre dos pescadores lhe perguntou: 'Por que tanta demora, João?'

- "Me pedem para pagar o meu 'lá'; Mas lhe confesso que nem sei de que se trata. Me acusam de julgar-me um espírito branco. Mas, assim vejo os semelhantes. Dizem que me julgo o inquilino da casa de Deus. Pedem-me para sair ou entrar em outros lugares. Mas, a tal casa, onde vivo desde sempre, compreende o mundo e o universo. Nada há do lado de fora; Nem lado de fora há. Tudo está aqui".

E completou

- "Meu vermelho é o sangue; Meu azul é o céu; Oro diariamente para que entendam"

DEUSES DO FUTURO .'.

Os deuses do futuro, fizeram-se presentes;
Mostrando-se pequenos, para revelar, ao homem, a verdadeira grandeza.

Da matéria que compõe o cosmos infinito, emerge o ser, na voz do mito:

Eis-me aqui;

O Átomo; O Próton; O Elétron; 
O Nêutron; O Fóton .'.

CAFÉ FILOSÓFICO .'.

Enquanto isso, no café . . .

'Quem diria, Sartre! Um fumante durante a vida; Hoje, um espírito que prefere ar puro'.

'Dominar as emoções é ter consciência da consciência. Mas, como sabes, amigo Hussell, o pensamento é metafísico. Já, a fumaça, nem uma coisa, nem outra'.

J.P.D.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

O Comunicador II .'.


O COMUNICADOR - ANO I VOL II .'.
Para ler em tablets, smartphones ou imprimir;

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Democracia - Direta Já "!"


O conceito de ‘Democracia’ surge desde o Império Grego, antes mesmo da obra ‘A República de Platão’, em diálogos registrados entre Sócrates e os respectivos discípulos, como uma alternativa à participação do povo.

Hoje, vive-se no mundo, o que chama-se de ‘Democracia Representativa’. Aquela em que o povo elege, por voto, os representantes. O fato é que os ‘representantes’ estão longe de representar o povo. Quando um ‘político’ em exercício de poder, vota, ou assina uma lei, na direção oposta ao que seu eleitorado se move, diz-se que não os representa.


Neste sentido, surgem conceitos como a ‘Democracia Direta’ e, até mesmo, a ‘Tecnocracia’ e a ‘Sociocracia’. Na tentativa de incluir o povo nas decisões políticas. Com visibilidade nos investimentos públicos, além de participação na legislação, aprovação das leis e ações do executivo. 

J.P.D.                                                          

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Espiritualizando .'.


ESPÍRITOS I .'.

Dize-se que ‘não se chama os mortos’. Porém, recebemo-los, no plano espiritual, quando nos procuram em busca de auxílio. Caso alguma vez, o tenha feito, sem o consentimento dos espíritos, desculpe-se, evite invocações, e será perdoado.

* Aqueles que ignoram este mandamento, costumam ser chamados por eles.

* 'Na dúvida; Ore’

- Ore pelo entendimento;
- Ore pelo esclarecimento;
- Ore pelas virtudes;
- Ore pelo saber.

* 'O caminho lhe será revelado’


ESPÍRITOS II .'.

Desconfie dos espíritos que dizem o nome. Salvo quando os conhecem em vida, as pessoas são facilmente enganadas. Há muitos demônios mostrando-se na forma de anjos. Conhece-se um espírito bom pelos caminhos revela e conselhos que oferece.

Por isso, os textos que publicamos, têm, como autor, o médium. Na colaboração voluntária do plano espiritual.


ANTROPOLOGIA DOS ANJOS E DEMÔNIOS .'.

Há um mito que diz que há demônios que atendem pelo mesmo nome dos anjos. Porém, são conectados por baixos sentimentos. Opostos ao amor. Como a raiva e o ódio.

Por exemplo, o demônio que se apresenta na mesma forma, e atende pelo mesmo nome, do Anjo Rafael, tem como característica, ao contrário da piedade divina, pedir partes do corpo daqueles que revelam a própria maldade. Costuma enganar, com frequência, e fazer uso, pela maldade, inclusive, de sacerdotes.

De modo semelhante, há um demônio, que se mostra visualmente como, e atende pelo mesmo nome do Anjo Miguel. Porém, longe de manter-se no caminho justo, costuma recuar, com um passo atrás, quando cobrado pelos próprios retornos. Ou, cruzar os braços, na hora de ouvir explanações.

Há um demônio, que atende pelo mesmo nome, e se mostra da mesma forma, do Anjo Gabriel, que, ao contrário do mensageiro da paz, em vez de semear as boas novas, oferece-te outros caminhos.



Portanto, cautela quando um espírito se apresenta ou se revela visualmente. Ore, a Deus, pelo esclarecimento na verdade.

J.P.D.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Democracia, Cidadania e Sustentabilidade .'.


Em horário a ser confirmado (provavelmente no dia 21/01); Estarei participando de um debate expositivo dialógico no Fórum Social Mundial Temático, sobre 'DEMOCRACIA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE'

Desde já, convido-vos a prestigiar e interagir "!"

- Democracia, Cidadania e Sustentabilidade !!

Proposta: Debate dialógico (expositivo); Abordagem de temas referentes à democracia real (digital-direta).
Abordagem rápida dos conceitos e origem da definição

- O que é a democracia (teoricamente falando)? 
- O que deveria ser (na prática)?
- Como promover práticas sociais que direcionem a sociedade à legitimação de uma democracia real. Com inclusão e participação nas decisões políticas (executivas e legislativas)? 

- Qual o papel da lei na construção da ordem necessária ao progresso?
- Qual o papel da consciência cidadã? Como inserir o debate em sala de aula?
- Criação de uma disciplina que aborde conhecimentos gerais refletindo sobre temas do cotidiano.

- Importância da responsabilidade social na construção de um mundo sustentável e inclusivo.

- Reciclagem; Bens duráveis; Economia; 
- Manejo dos resíduos; Preservação ambiental; 
- Utilização racional dos recursos;
- Investimento responsável.
- Interligando conceitos, possibilidades, posicionamentos ideológicos e questionamentos.

*Atividade Autogestionária ao Fórum Social Temático 2016
- Previsão de tempo: 1h a 2h
- Público máximo de até 50 pessoas.

domingo, 10 de janeiro de 2016

Positivismo .'.



Do Positivismo de Augusto Comte:

"Os vivos são, sempre, e cada vez mais, governados, necessariamente, pelos mortos"

*Único Templo em atividade no mundo.

*A única Igreja em que nem todos acreditam em Deus; Contudo, acreditam na humanidade, no diálogo, na filosofia, na sociologia, na cosmologia, na ciência, etc.

Umas das máximas:

"O amor por princípio, a ordem por base e o progresso por fim"

Influenciadores da Revolução Farroupilha. Tendo Julio de Castilhos como um dos mais influentes membros.

No altar, encontramos os bustos de grandes nomes, dentre eles:

- Moisés, representando a teocracia inicial;
- Aristóteles, filosofia antiga;
- Homero, a poesia antiga;
- Arquimedes, a ciência antiga;
- César, a civilização militar;
- Descartes, a filosofia moderna;
- São Paulo, o catolicismo;
- Shakespeare, o drama moderno;
- Carlos Magno, o feudalismo;
- Gutenberg, a indústria moderna;

Multiplicando Talentos .'.


Dois jovens foram a uma entrevista de emprego. Ambos preenchiam o requisito dos conhecimentos exigidos à vaga. O empregador resolveu saber quem precisava mais da oportunidade.

Ambos disseram a mesma frase inicial: "Venho atrás de trabalho"

Quando questionados (quanto às condições materiais);

Um deles reclamou que 'não tinha grana' para o pão e o leite das crianças. Mas trazia no bolso, diariamente, um masso de cigarros e saia para beber, a noite, todo fim de semana.

O outro, em uma situação oposta, em vez de reclamar, disse: 'Tenho tudo para chegar onde quero'; Se referindo a estar em pé para correr atrás.

Qual deles merece mais? O que, tendo para beber e fumar, diz não ter? Ou o que, com gratidão a Deus, economiza para conquistar o que quer?

O que dizem as escrituras?

*Ver parábola dos talentos.

sábado, 9 de janeiro de 2016

Equilíbrio - Entre Caminhos Cruzados .'.


O mundo consumista duela com o mundo espiritualista. Enquanto alguns vivem focados no crescimento profissional e, consequentes, ganhos materiais. Resistem aqueles que defendem o desapego. Ainda há quem acredite que o desenvolvimento espiritual é facilmente associado ao anseio consumista pelas riquezas deste mundo, quando priorizado e posto em primeiro plano. Surge, então, um caminho cruzado, entre os caminhos distintos .’.

J.P.D.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Vícios .'.



As atividades físicas e profissionais, assim como os estudos, a espiritualidade e as boas companhias, são os principais ingredientes à salvação dos vícios químicos que atormentam o mundo atual. Um jovem que se preocupa com os estudos, se empenha em crescer no trabalho e pratica esportes para melhorar a forma física, costuma preencher o tempo na luta pela conquista dos objetivos. A batalha para libertar os jovens do vício das drogas é apenas uma das batalhas que compõe a guerra espiritual entre o bem e o mal. O eterno combate da luz versos trevas. Por mais que existam pessoas boas sendo iludidas pelos prazeres momentâneos, ou pela socialização marginalizante que o consumo de substâncias oferece, temos que entender que as drogas, em síntese, afastam os homens da sã virtude. A consciência da sobriedade é uma delas. Há quem diga que, para combater os vícios do mal, existem os vícios do bem. O discernimento é o princípio da escolha consciente .'.

J.P.D.


quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

O Comunicador ' ! '

O COMUNICADOR - ANO I - VOL I - PROSSUMERS.COM .'.
Informativo produzido pelo Jornalista Juliano Dornelles "!"
Link para leitura ou impressão: prossumers.com.br/paper/comunicador.pdf

Versão facilitada para ler em Tablets e Smartphones.
Resolução ideal para imprimir em folha A4.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Contos de Paz .'.


O RESGATE DO FILHO DE JOANA .'.

Contos de Paz " ! "

Joana era médica casada com um grande empreendedor. Havia conquistado tudo que sonhava quando jovem. Investidora do ramo imobiliário, possuía imóveis em vários lugares do mundo. Conhecia mais de setenta países. Adorava ostentar, como ela mesmo dizia: 'de forma discreta'. Cada dia andava com um carro diferente. Porém, a maior de suas paixões era o casal de filhos. 

Sua filha, formada. Havia ingressado em uma pós graduação. Abriu clínica própria e marcou casamento. Seu filho universitário, bom nos estudos, fora promovido na empresa em que começou como estagiário; Prestes a se formar, também lhe deu bastante orgulho.

Certo dia, Joana soube que o jovem estava usando drogas pesadas. Desconfiava do ecstasy em festas rave. Mas a popularidade do rapaz havia lhe subido à cabeça. A cocaína era realidade três vezes por semana. Popular entre as garotas, costumava busca-las em casa, de carro. Acostumado a reservar motel para a noite toda, notou a cocaína lhe impedir a melhor performance. 

Desconsiderava a hipótese de ser viciado. Sempre dizendo: 'Me controlo; Sei usar. Domino o uso'. Seus amigos de pó migraram para pedra. Alguns largaram os trabalhos (ou estudos). Enquanto o jovem ainda vivia a ilusão de não ser viciado, pelo fato de ser popular e admirado. Até que teve a primeira overdose. 

O corpo físico resistiu, mas o espírito já não era mais o mesmo. O pó havia levado-lhe parte de seu poder de decisão; O melhor de sua subjetividade; Sua identidade legítima. Entretanto, ainda acreditava não ser viciado.

Um jovem de presença espiritual, sumia aos poucos. Joana notava aquilo e perguntava-se: 'O que está acontecendo? Lhe dou tudo; Ajudei nos estudos e a conseguir trabalho. É rodeado de amigos queridos e lindas mulheres. Por que está sumindo aquele menino que vi crescer e tornar-se homem?'

Foi a um centro de oração e teve a resposta psicografada diretamente do terreiro dos traficantes: 'Seu filho foi levado pelas drogas. Basta convidar-lhe para usar e seu espírito baixa aqui no mesmo momento. Como uma galinha a catar milho'

Joana entrou em desespero. Perguntou o que fazer. 

Na sessão mediúnica estavam vários jovens pedindo passe. Ou consultando os caboclos. Cada um ansiava por algo específico. Uns queriam notícias dos ancestrais; Outras oravam para encontrar o pretendente; Alguns queriam abrir caminhos para os trabalhos; Ou avançar nos estudos. Alguns queriam apenas a paz de espírito, orar e ajudar alguém.

Joana viu o seu mundo desabar. Nada mais tinha valor. Os carros, os imóveis e, até mesmo, o casamento da filha. Salvar seu filho tornou-se prioridade. Foi em vários lugares. Foi explorada, assaltada inúmeras vezes pelos falsos gurus, psiquiatras e clínicas de recuperação. Até que seu filho teve segunda overdose. 

O jovem entrou em delírio. Ouvia e via coisas. Mas ainda mantinha a chance de se salvar. Foi então que se deparou com os danos e pedras que as drogas lhe deram. Os amigos se afastaram; Das mulheres, sobrou-lhes as que lhe procuravam por interesse. No trabalho, apenas cumpria horário como um zumbi em piloto automático.

Desapropriado do status social de boa procedência; Perseguido por traficantes; Fugiu do país em busca de festas. Na terceira overdose, ingressou definitivamente no mundo dos espíritos. 

Hoje, não mais importa, a Joana, as coisas materiais. Nem mesmo o que estava ao alcance para salvar a vida física de seu filho. Sua alma ainda corre, no pós vida, como uma galinha catando milho. 

Deus disse a Joana. Se desfaça de tudo o que tem. Cada bem material. Pois é isso que os traficantes e usuários queriam do seu filho em vida. Este é o resgate do seu menino.


PELO CAMINHO DIFERENTE .'.

Joãozinho era viciado em pó. Se internou três vezes; Frequentava, semanalmente, os melhores psiquiatras; Nada lhe fazia largar o vício. 

Até que o mundo lhe tirou tudo. Trabalho, emprego, salário, carros e propriedades; Amigos, mulheres e o respeito.  Quando se viu sem nada, dependendo de seu pai para pagar o aluguel e a luz, um anjo lhe tomou a cocaína das mãos e disse: 

'Agora que não tem mais nada, porém, tem fome, lembre que o pó lhe tirou tudo. Para lhe salvar, lhe tirei o pó. Agora, levante-se. Há coisas mais prazerosas neste plano'.

J.P.D.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Mídias Sociais - Relacionamentos .'.



AMIZADE DO VIRTUAL AO REAL "!!"

No mundo do sexo descartável, muitas mulheres deixaram de ter interesse em garantir-se bem vindas à específicas portas abertas. A maioria prefere ir atrás de mais alguém. Mesmo sabendo que serão trocadas por outra.

Quando nos permitimos a amizade colorida; Ainda há quem prefira trocar o certo (quem mantém a porta aberta e convida a vir novamente) pelo duvidoso (quem nada quer e irá te despachar).


MERCADORIAS "!!"

Era o bom o tempo que encontrávamos várias vezes a mesma pessoa e continuávamos sendo livres.

A impressão maniqueísta parece propor: 'Ou você quer algo sério ou quer putaria'. O fato é que existe um meio termo, chamado amizade.

Os sites de relacionamento, por vezes, em função paralela, servem para recalcar aqueles que ainda acreditam que podemos formar uma parceria construtiva; Com liberdade, amizade, amor e sexo.

Tratados como mercadoria descartável, sentem-se induzidos a fazer o mesmo.

No momento em que as pessoas se colocam como mercadoria. Explorados são aqueles que se mantém disponíveis a quem os recusa. Em vez de 'amizade colorida' (ou 'rolo fixo') noto que todos e todas acostumaram-se a ser mais um e mais uma.

Só há paixão na lua quando perpetua-se o encontro na terra.


DISSE O MESTRE "!!"

Se as ovelhas estão caras, mande-me as pombas


MÍDIAS SOCIAIS DE RELACIONAMENTO "!!"

O bom dos sites de relacionamento da internet não é o vasto cardápio de lindas garotas para comer. Querendo apenas curtir despretensiosamente. Ou iludidas na possibilidade de namoro da internet. O lado bom é quando fazemos amizade. E amizade só existe quando mantemos encontros com certa frequência. Isto está longe de ser um relacionamento, pelo fato de preservar a liberdade. Porém, afasta a solidão e o desejo de conhecer mais e mais pessoas.

J.P.D.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Revelando .'.


Boa parte daquilo que é construído no mundo físico, se inicia a partir de uma construção originária no mundo espiritual. 'Os vivos são, cada vez mais, governados pelos mortos'. Diz o Positivismo de Júlio de Castilhos e Augusto Comte. Acrescento, a tal proposição, a afirmação de que o mundo dos vivos é regido pelo sobrenatural. Isto inclui as manifestações da natureza e dos cosmos infinito. Acrescentando, à influência dos espíritos que se eternizam na pós-vida, aqueles que ainda nem nasceram ou se guardam à revelação de suas respectivas existências .'.

De tudo o que conhecemos neste universo, e dos universos paralelos, o que ainda está por ser revelado, livre de nomenclatura, é infinitamente maior que os entes (espíritos, elementais, deuses, orixás, santos, etc.) que conhecemos o nome .'. 

J.P.D.

domingo, 3 de janeiro de 2016

Filosofando .'.


BATALHAS .'.

Na batalha da luz versus trevas; É aceitável socorrer um adversário. Porém, jamais virar as costas a um aliado.

Na dúvida; Ajudemos "!"

CAMINHOS .'. 

O homem torna-se bom ao fazer o bem; Acerta ao fazer o certo; Se torna livre ao libertar-se; Sucessivamente. Quem te oferece o oposto a isso, está te enganando.

Logo, a chuva limpa o ar assim como um banho lava a alma. Seria um equívoco pensar que alguém pudesse acertar, por um caminho inverso, senão pelo acerto. Ajudar-se é incluir-se no que é bom.

FAZER O BEM .'.

Se queres ver um 'homem mal' tornar-se 'bom'; Faça-lhe o bem. Pois, ao fazer-lhe o mal, corre-se o risco de potencializar sua maldade .'.

FORTALECER .'.

Melhor fortalecer o lado bom de um homem mal do que uma baixa no exército do bem .'.

RETRIBUINDO .'.

Quanto mais amor o mundo recebe, mais terá para retribuir .'.

Faça ao semelhante o que deseja a si; Do mesmo modo, à natureza pela humanidade .'.

J.P.D.

sábado, 2 de janeiro de 2016

Multimídia - Moedas da popularidade "!"


No cenário multimidiático, surgem novas moedas de valor. Seguidores, curtidas, comentários e compartilhamentos, são indispensáveis a quem busca tornar-se uma celebridade na cultura, na arte ou na política. Viver dos ganhos com marketing pessoal ,tornou-se objeto de desejo de web writersbloggersvloggers, photologgers e produzers em geral. 

A maioria começa por instinto. De brincadeira. Enquanto, apenas, uma minoria, ganha a cena de forma lucrativa. Geralmente quem investe e persiste por mais tempo. Ou estabelece conexões e parcerias com facilidade. A popularidade tem a ver com simpatia e relevância de conteúdo. Por vezes, com certo empurrãozinho de algum(a) 'fã especial'. Que se torna parceira(o) de divulgação; Compartilhando, curtindo, seguindo ou postando comentários. 

O fato a ser considerado é que nem todos gostam de uma exposição exacerbada. Na web, ainda há quem prefira privacidade quanto às intimidades. Abrindo as postagens, exclusivamente, a quem está na lista de amizades.

J.P.D.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Conselhos Deliberativos - De governo .'.


As civilizações mais adiantadas era orientadas por filósofos, pensadores e intelectuais. Os mestres do saber configuram-se como cientistas da política prática, legisladores, conselheiros, doutrinadores e estudiosos do exercício do poder. Iniciando, nas respectivas obervações (estudos) do ambiente em que estabelecem as pesquisas, experimentos e laboratório. Magos, bruxos e gurus, se tornaram o braço direito de reis, faraós e imperadores. Ainda hoje, os líderes mais influentes, buscam nas ciências, nas leis e nas crenças religiosas, os elementos essenciais ao bom governo .'.

J.P.D.