sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Filosofando


DEFESA DO MESTRE

Certa vez acusaram o Mestre de se retirar-se do templo com algo espiritual. "Vimos ele saindo (com aquilo que é dele)" Diziam os monges.

Quando consultou o Oráculo, os astros contaram ao Mestre que havia a intenção de promover tal incidente ilusório, com a finalidade de tentar se retirar do mestre com aquilo que a coletividade dispunha, ou de reivindicar aquilo com que o mestre, teoricamente, teria saído.

Sabendo disso, o Mestre preferiu manter-se disponível. Assim, deixou no templo, um manuscrito. Através daquele manuscrito se faria presente eternamente naquele ambiente. Além disso, propôs-se a continuar fazendo visitas eventuais, de tempo em tempo; Derrubando por terra as possibilidades de reivindicações indevidas.

ALTERNATIVAS

Seja específico. Diga-nos quem, onde e quando. E lhe comeremos o rabo em cavalo nenhum. Ou mantenha segredo e continuará sendo o que é; Eternamente montado sobre ninguém. Ou, digamos, sobre si mesmo.

RELEMBRANDO

1º - Promover explanações ou filosofar genericamente, em forma de parábolas, é diferente de contar episódios citando lugares, pessoas, datas, atos, motivos, consequências e demais detalhes. Neste sentido, prefiro manter segredos.

2º - Confiar no Deus Pai-Justo-Amor é diferente de fazer justiça com as próprias mãos, definir retornos ou patrocinar a impunidade de forma inconsequente. Neste contexto, prefiro confiar em Deus.

3º - O 'Lá' (onde vivo) transcende cidades, estados, países, planetas ou universos. Mas inclui tudo isso. Aqui onde incluo todos é desprovido de lado de fora. Quanto aos lugares que frequento, estou em cada um (na memória, na lembrança e em minhas obras).


O QUE DIGNIFICA O HOMEM

"O que dignifica o homem: O trabalho ou o salário?" - Perguntei às cartas.

"O Trabalho" - Responderam-me.

Pensei em silêncio: 'Que bom. Pois trabalho há anos com produção de textos em blogs e livros; Contudo, continuo lutando pela independência financeira'


TECNOLÓGICOS

Simultaneamente, 'ao oposto' da dependência midiática, vivemos um tempo de libertação proporcionado pelo desenvolvimento tecnológico.

J.P.D.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Questões



Em tempos de recriação do sistema democrático representativo, e do modo capitalista de produção, nos perguntamos que alternativas temos no sentido da criação de um mundo melhor. Será a hora de repensar a possibilidade de implantação da democracia direta? Será a hora de implantar a tecnocracia? Será a hora de reestruturar a sociedade no sentido da inclusão digital? Será a hora de potencializar a participação dos grupos políticos e movimentos sociais? Será a hora de reformular a constituição? Será a hora de fortalecer o indivíduo perante a coletividade maioritária? Estas e outras questões precisam e merecem atenção redobrada.

J.P.D.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Tecnológico



Emergimos, como sociedade em rede, em um contexto de interconexão generalizada. Filosofamos a tecnologia da informação. A digitalização da inteligência coletiva. Em um ambiente de construção colaborativa e competição cooperativa. Recria-se o homem em uma evolução cósmica. Inaugurando a civilização transmidiática em um mundo tecnológico. Proporcionando o desenvolvimento integral da espécie. 

Se recriam as forças de produção transformando a sociedade capitalista. Criando-se unidades empresariais na tentativa de promover a inclusão social através da educação e da rentabilidade profissional. Ao mesmo tempo em que ocorre um desenraizamento social. Ocorre também a emancipação cotidiana. Através de processos de interação via mídia digital. 

O imaginário científico impulsiona o progresso técnico. Proporcionando uma forma de evolução cognitiva. Em uma tendência libertária das comunidades. Em uma comunhão total entre o pensamento globalizante com as demandas e soluções locais. Surgindo novos mercados interativos. Influenciados pela política de interdependência multimidiática. Reintegrando as práticas culturais em novas formas de socialidade na coexistência de universos paralelos.

J.P.D.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Multimidiático


Vivemos um momento de colonização do ambiente virtual. A multiplicação das manifestações políticas e atividades culturais. A revolução social das tecnologias de informação. O racionalismo tecnológico. Calculista e esotérico. Impulsionado pelo espírito emergente que move as massas. Na recriação de estilos consagrados de apresentação individual e coletiva. Na socialização midiática ancorada na interatividade onipresente.

Os movimentos urbanos massificam-se e popularizam-se. Patrocinando o aperfeiçoamento moral e intelectual da individualidade. Na verdadeira massificação da cibercultura. No surgimento de uma nova consciência. Na imposição do poder tecnológico. A técnica é uma força autônoma. Quase sempre neutra. Capaz de capacitar indivíduos e grupos sociais. Na tentativa de promover uma sociedade igualitária. Na reinvenção do sentido simbólico. 

Movimento revolucionário. Confrontos pró revolução. Manifestos anônimos direcionados. No uso progressista da internet. Ampliando o conhecimento científico. Aperfeiçoando a individualidade. Efetivando o conceito de vida filosófica. Emancipando o indivíduo. Florescendo a espiritualidade humana. Emergindo o sujeito como ser livre. 

As máquinas confrontam-se com os deuses. Virtualizam os mitos. Em um contexto de aperfeiçoamento moral e sócio-político da espécie. Investindo no surgimento de uma nova civilização. Transcendendo a expansão do sistema capitalista. Reinventando a democracia. Em uma nova cultural do universo funcional de diferenciação tecnológica. Transformando as relações interpessoais.

O ciberespaço surge como uma plataforma de interação societária onde os internautas exploram o potencial dramatúrgico. O capital científico maximiza a produtividade no sistema informacional. O hackerativismo liberta-se no sentido da criatividade tecnológica. No desenvolvimento universal da maquinação. Na politização tecnocrática. Na estetização triunfante do imaginário. No maquinismo pós-moderno. Nas ideologias multiplicadas em redes de comunicação. No imperialismo do pensamento pós-humano. 

J.P.D.

domingo, 26 de outubro de 2014

Entendimento e Sabedoria - Além do conhecimento


Há quem diga que, quando aprendemos algo sozinhos, com as próprias experiências e vivências, nos dotamos de entendimento. Na Kabala ancestral o entendimento tem o valor da perfeição. Representado pelo número 7.

De outro modo, quando aprendemos com outras pessoas, o saber tem valor de conhecimento. Representado pelo número 5. Independente deste conhecimento ser recebido de forma oral, escrita, audiovisual, simbólica ou mental (telepática). Ou baseado na apropriação e aprimoramento de exemplos e caminhos prontos.

Contudo, quando o conhecimento é posto em prática, torna-se sabedoria. A sabedoria, por ser uma forma perfeita da utilização do conhecimento, tem valor 7. Esta é uma forma artificial de transformar 5 em 7. Diferentemente do entendimento próprio, quando o saber perfeito emerge do 7 ao 7 por si mesmo.

J.P.D.

sábado, 25 de outubro de 2014

O Guerreiro Aliado


O verdadeiro guerreiro é aquele que se empenha na direção da conquista dos objetivos. Há um código de conduta a ser considerado. Estabelecer estratégias de defesa é tão importante quanto compreender as táticas de ataque dos adversários. O bom estrategista firma alianças sempre que possível. Protege interesses e defende territórios. Confia no poder superior e na intersecção do cosmos. Evita fazer pré-julgamentos, pesar medidas ou definir sentenças. Paciente, perseverante e determinado. Faz do tempo o seu maior aliado. 

J.P.D.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Democracia



Neste fim de semana os brasileiros irão decidir sobre o futuro do país. Apesar da escolha ser determinante, aproveito pra criticar a democracia representativa. Desde Sócrates, Platão e Aristóteles, filósofos, sociólogos e políticos, continuam defendendo o sonho democrático. Um mundo idealizado em que os homens, protegidos pelas leis, constroem espaço ao desenvolvimento social. Impulsionados por ideais Iluministas da Revolução Francesa e pelos Direitos humanos, civis, sociais e políticos. Apesar de ser uma utopia, na prática, acreditamos na real democracia. Porém, nos referimos à democracia direta e tecnológica. Aliada ao que chamamos de tecnocracia. Mesmo assim, vale lembrar a necessidade do voto consciente neste momento decisivo. 

J.P.D.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Ciberativismo



A exploração do ambiente virtual nos possibilita criar novos espaços e abrir caminhos aos grupos de interação. Existem conexões visíveis entre a cibercultura e o poder político, social e econômico. Participamos da construção de uma nova aldeia global. Virtualizada sobre a digitalização em código binário. Triunfando a globalização midiática em um contexto de descentralização hierárquica do poder. O início da manifestação de movimentos pró-democracia direta.

As novas tecnologias de informação causam impactos coletivos e individuais. Libertando o indivíduo em um mundo conectado, interativo e colaborativo. As relações sociais são estimuladas de formas distintas em cada meio. Na inauguração de uma sociedade mais democrática. As iniciativas individuais possibilitam o desenvolvimento de novas formas de trabalho e educação. 

A herança cultural do poder se transforma com o implemento das novas tecnologias. Transformando o ambiente midiatizado. Com a presença em massa de ciberativistas pró-transformação sócio-política. Uma revolução impulsionada pela informática. Os usuários se tornam produtores de conteúdo multimídia. Repórteres cidadãos. Se tornando fontes aos grandes veículos de comunicação na sociedade em rede. Os internautas são os comunicadores do momento. Agentes transformadores do ecossistema no qual somos protagonistas.

J.P.D.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Cibercultura

 


O ciberespaço vem nos possibilitando a criação de mundos próprios a partir da expansão das redes telemáticas. Com a popularização da internet, vem ocorrendo uma reestruturação dos processos educacionais, sociais e políticos. Principalmente no que se refere à interação e a conexão onipresente associada à ubiquidade tecnológica. 

A associação interativa, em torno de temas de interesse coletivo, possibilita novas formas de socialidade. Possibilidades de resolução de conflitos políticos. Uma reinvenção do espaço público. A ágora digital é uma espécie de plataforma democrática. No sentido do compartilhamento de informações e reunião pró-interesses sustentados por afinidades colaborativas.

Nesta direção, ser um prossumidor é fazer parte do processo de transformação social. Seja como blogger, vlogger ou flogger.  O ciberativismo é o que impulsiona os movimentos sociais, através das reações individuais de crítica e crônica social. Da mesma forma que o hackerativismo estimula a vigilância pública em um contexto de visibilidade midiática. Deste modo, aqui estamos fazendo acontecer.

J.P.D.

Participe com a gente.

Comente, curta e compartilhe nossas postagens.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Pensamentos


AFINIDADES

Mesmo quando a gente quer se apaixonar.

Acabamos nos inserindo do jogo erótico das relações descartáveis.

Principalmente quando demoramos a encontrar, dentro de um contexto de afinidades, quem nos dê prioridade e exclusividade,

DIFERENÇAS

Há uma grande diferença quando alguém pede pra sair de algum lugar de quando este mesmo alguém é mandado embora de sua casa.

Algumas pessoas são livres de preço.

Porém, abundantes em valores.

É PRECISO LUTAR

Algumas vezes lutamos pelos ganhos. Outras, pra sobreviver. Sobretudo, lutamos pela honra.

J.P.D.

domingo, 19 de outubro de 2014

Filosofando


NEGÓCIOS

Como diria o Mestre: “Se alguém me oferecer no mercado, diga que estou fora de negociação. Se pedirem algo em troca, digam pra dar pra mim. Se pedirem ‘nada’, diga que precisamos de tudo. Inclusive o ‘nada’. Contudo, adorarei retribuir (dentro do possível) quando tiver a oportunidade”.


REVOLUÇÃO ( Sobre os Movimentos Sociais )

Obrigado pelos charutos; 
Obrigado pela cachaça e pelo masso de cigarros;
Porém, afaste de mim este ‘Cale-se’

Realmente buscamos algo mais.
Lhes peço: ‘Licença’

Se agora temos os ‘20 centavos’, 
Precisamos do ‘Passe Livre’


MENSURAR

Continuar no rumo certo. 
Eis a grande meta além da virada do ano.

Independente das oportunidades.
Estudar; Trabalhar & Praticar Esportes;
Eis o verdadeiro caminho.

Neste sentido (Liberto dos vícios)
Hemos de mensurar cada objetivo.

J.P.D.

sábado, 18 de outubro de 2014

Meritocracia


Às vezes a gente incomoda as pessoas pelo simples fato de se proteger. Por guardar, com a gente, aquilo que alguém pediria sem. Por valorizar o que sentimos e somos, em vez de por preço no imensurável. Há coisas que, para os outros, nada valem; Mas, pra nós, valem tudo. Com o tempo, aprendi a dizer pra mim mesmo: 'Persevere'; Quando, os desconhecedores das adversidades pelas quais passo, propõe o 'desista'. Aprendi a dizer: 'Mereço'; Quando há quem dissesse o contrário. Aprendi a manter os caminhos abertos; Quando alguém propusesse o oposto. É uma questão de guardar-se. Retribuir somente o sim; Naquilo que podemos retribuir o sim. Pelo trabalho, trabalho; Pelo estudo; estudo.

J.P.D.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Jornada


Toda jornada tem um começo. Uma ideia, um desejo ou uma demanda a ser solucionada. Assim iniciamos e continuamos a luta. Completar etapas, e manter-se no caminho, implica continuidade. Focar-se na direção da realização dos sonhos, metas e objetivos. Escolhas nos possibilitam mostrar quem a gente é. O que realizamos diariamente. Seja como profissionais ou cidadãos. Na individualidade e na coletividade. De que forma continuaremos contribuindo na construção de um mundo melhor; Que ideologias escolhemos defender; O quando trabalhamos em prol do bem comum; O quanto produzimos nas mais distintas áreas, ambientes e formatos; Que temas nos interessam; Que hábitos cultivamos cotidianamente. São tais atos que nos tornam quem realmente somos.

J.P.D.

Exemplos


Quando escolhemos um profissional pra trabalhar com a gente, precisamos avaliar o que transcende a técnica. Que exemplos passamos além do trabalho? O que realizamos nas horas vagas? Que hábitos cultivamos cotidianamente? Cultura, esporte, lazer, espiritualidade, etc. Os indivíduos são reconhecidos pelas obras. Investir nas pessoas, implica reconhecer as respectivas escolhas como viáveis e exemplais.

J.P.D.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Curta Nossas Fanpages





Clique nas imagens acima pra entrar nas Fanpages

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Sempre Lá


Para alguns entendedores, partir de si mesmo e chegar em si mesmo é ir do nada pra lugar nenhum. Porém, aos espíritos esclarecidos, partir de si mesmo e chegar em si mesmo é estar sempre lá. De onde viemos, pra onde vamos e onde estamos. Sobretudo, quem realmente somos. O novo é mais que uma recriação do velho. É uma reinvenção da comunhão entre o tudo e o nada. Na eternidade do invisível e silencioso.

J.P.D.

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Pensamentos


INTRANSFERÍVEIS

Na Idade Média, as armaduras dos guerreiros eram feitas conforme o peso, a habilidade e a força de cada soldado. A melhor armadura a um determinado guerreiro se mostraria ineficiente se utilizada por outro. Assim são as memórias e as vivências das pessoas. Configuradas sob medida. Pessoais e intransferíveis.

DIFERENCIAL

Fazer uma lista do que queremos é fácil, comum e simples.
Raro é lembrar de salvar e guardar o que temos e somos.
Impor a segunda, como requisito à primeira, é o diferencial.
Com pressa, muitos se perdem ao precipitar o martelo sobre a mesa. 
Com calma e tranquilidade somos capazes de ir mais longe.
Temos uma única chance (na existência)
Pra acertar neste sentido . . .

TRANSCENDENTE

A espiritualidade transcende a tecnologia. 
Implica: Escolhas; Sacrifícios; Superação; Libertação.

J.P.D.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Segredos



Durante anos venho comungando o mundo como um mero ambiente do imaginário e do conhecimento. Cidades, países e continentes. Da mesma forma, me acostumei a compreender o universo como um conglomerado de galáxias, planetas, luas e estrelas. Com o passar do tempo, venho aprendendo a comungar a existência de um novo modo. Me situando em um espaço um tanto ampliado. Onde cabem as nações, estrelas e universos. Onde cabe o finito e o infinito. O tudo e o nada. Comungo este lugar como uma ampliação do próprio ser. O que está dentro ou fora outros espaços menores, encontramos aqui. Onde inexiste entrar ou sair. Mas sim, existem regras e leis que regem este ambiente sagrado. Um código que está guardado dentro da própria essência do espírito. Algo que precisamos da eternidade pra compreender por completo. Onde somos quem somos. Onde comungamos o ontem, hoje e sempre. 

J.P.D.

domingo, 12 de outubro de 2014

Em Deus me ajudo .'.


Quando buscamos construir a 'banda colaborativa', como várias por aqui, e algo procrastinou o ato de enviar-nos os 'colaboradores voluntários', foi-nos obrigatório abrir novos caminhos. Vem sendo preciso, primeiramente, aprender a trabalhar como um 'exército de um homem só'; Mais que uma 'Sociedade de filósofos e poetas mortos'. Espíritos vivos engajados no legítimo 'clube da luta'. Onde lutamos conosco mesmos por um mundo melhor. Viemos sendo capazes de perseverar além do lucro zero; Do cliente nenhum; E do investidor ninguém. Se juntos somos mais fortes; Aqui: Somos um !!! 

Raros espíritos empreendedores são capazes de fazer o trabalho do executivo, do produtor, do editor somados ao trabalho de boy e serviços gerais durante anos. Delegar é fácil e necessário. Gerenciar por completo, dominando cada atividade, na prática, é mais complexo.

Editar vídeo e fotografar o cotidiano é bem mais prazeroso que limpar privada. Mas aqui fazemos tudo (fomos privados de escolha em outros momentos). Amo Deus Conosco e valorizo tal oportunidade. Proteja-nos sempre.

Quando pedi ajuda em oração. Acusaram-me de apelar. Em vez de me darem o que pedi. Disseram-me: 'Tenho pena'. Então, em vez de apelar de fato, resolvi me ajudar.

Sei que é estranho curtir, comentar e compartilhar, os próprios textos e vídeos. Financiar os próprios livros em vez de ganhar por eles. Manter um sonho empreendedor como um investimento, independente do lucro. Investir nos estudos na hora do trabalho e trabalhar na hora do lazer. Contudo; Confio em Deus Conosco. Trabalhar nos estudos o dia todo; Lutar na hora do almoço; Malhar na hora do telejornal; Blogar em vez de ir pra balada; Vlogar em vez de olhar TV; São escolhas que fazemos diariamente.

J.P.D.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Vamos


SIMPLICIDADE DO COMPLEXO NA COMPLEXIDADE DO SIMPLES

Os melhores filósofos e etnógrafos conseguem enxergar a grandiosidade das coisas simples. A simplicidade é algo extremamente complexo. A essência aflora quando trabalhamos despreocupados com o método, a técnica e a gramática. A linguagem informal nos permite o melhor acesso e desenvolvimento das ideias. Quando conseguimos expressar as experiências como as percebemos. De um modo em que todos somos capazes de entender.

ESPAÇO

Quando se acredita que se sabe tudo, mais nada será preciso aprender.
Porém, quando entendemos que somos leigos;
Abrimos espaço ao saber.

SABER

Quando alguém lhe disser que 'Você sabe nada';
Se você entender essa parte, tenha certeza de que sabe algo.

J.P.D.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Virtualizados



Em virtude do fim da Rede Social Orkut, convoquei alguns amigos pra discutir o destino dos conteúdos hoje publicados nas Mídias Sociais. Embora o Orkut tenha sido abandonado pela grande maioria dos usuários, alguns internautas reclamam que gostariam de ter tido mais tempo pra fazer o back up de fotos, textos, conversações e vídeos publicados na rede.

Lembro-me de uma situação semelhante. No ano 2000 criei um site no extinto HPG. O primeiro site de minha autoria. Este site, embora atualizado por exclusivos três anos, foi mantido no ar até 2010. Conteúdos únicos que só ali se encontravam.

Com o fim do HPG, fotos, vídeos e textos inéditos, perderam-se para sempre. Na época, aquilo revoltou-me. Porém, entendi que a responsabilidade do back up é nossa. Proteger a memória, a história e a alegria dos internautas, depositadas nas respectivas postagens, cabe a cada um.

O mesmo ocorreu com o fim do Orkut. Muitos internautas lamentam a perda do registro de momentos singulares. Então profetizamos o sucessão dos sites hoje tidos como populares. Perguntamos, ao Céu e a Terra, o que ocorreria se os Tweets, os vídeos do YouTube, e as postagens do Facebook, se perdessem para sempre. Salvos os casos em que nós, internautas, salvamos o conteúdo.

A resposta foi uma sucessão de 'choro e ranger de dentes'. Apesar das plataformas explicitarem, em seus respectivos contratos com os usuários, que o direito sobre o conteúdo publicado na rede é da rede, enquanto a responsabilidade de back up é do usuário, muitos depositam confiança nas plataformas utilizadas na interação, investindo a vida no que postam; Suas alegrias e esperanças; A memória de bons momentos. Assim, sentem-se traídos na comercialização, às escuras, das redes de relacionamento.

J.P.D.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Espírito



Há uma certa euforia entre as teorias da cibercultura. Precipitadamente, alguns autores vangloriam a tecnologia como algo divino e transcendental. Principalmente, no que se refere às conexões interativas estabelecidas no ciberespaço. Mesmo quando utilizam termos religiosos, tais como 'onipresença' e 'ubiquidade', ignora-se que estes são dons divinos. Que jamais seriam igualados pelo desenvolvimento tecnológico.

Mesmo quando se associam propriedades espirituais à experiência tecnológica, precisamos entender que a informática, a maquinística e a mecânica, estão longe, por exemplo, se comparar ao complexo desenvolvimento biológico natural de uma simples briófita. As ciências naturais, frutos da verdadeira criação divina, sobrepõem-se aos inventos tecnológicos produzidos pelos mortais. Mesmo quando sabemos que somos imortais, enquanto espírito.

Esta é a principal questão a ser considerada. Transcendendo por completo as possibilidades de desenvolvimento tecnológico. As máquinas são apenas aglomerados de matéria reciclável. Da mesma forma que os corpos físicos. O Sol, a Lua, a Terra e as Estrelas; Assim como a própria humanidade; Irão desaparecer um dia. Contudo, como seres espirituais, somos eternos.

J.P.D.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Alegria


Durante anos venho lutando em prol do desenvolvimento pessoal. Nos estudos, escritos, vídeos, fotos, sites e atividades físicas. Mas isto só vem sendo possível pelo simples fato de que, há mais de três anos, viemos realizando mudanças de comportamento a ponto de vir transformando, pouco a pouco, a realidade em que vivemos. Sei que este texto parece um tanto confuso quando misturamos a primeira pessoa do plural com a primeira pessoa do singular. O fato é que somos singulares enquanto plurais.

Na jornada que escolhemos trilhar, vem sendo necessário fazer escolhas radicais pra atingir os objetivos básicos. Mesmo em um momento em que o trabalho nos estudos é a principal atividade, se torna necessário, determinante e crucial, investir nas atividades paralelas. Ir à academia, malhar, correr, blogar e, sobretudo, manter-se longe da boemia, da bebedeira, da fumaça e demais substâncias alucinógenas e psicotrópicas.

Levantar cedo diariamente; Limpar a casa antes de dormir; Lavar e estender as roupas; Acertar contas; Ir ao mercado;  Interagir na internet; Controlar a alimentação; Praticar esportes diariamente; São atividades motivacionais que permitem melhor desempenho nos estudos e trabalhos. Neste caso particular, a própria ‘alegria’ depende deste conjunto de atividades. Descobri que preciso de cada uma delas. Uma questão de manter-se longe do caos. Construindo o progresso na direção da ordem. 

J.P.D.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Lutar



A possibilidade de conquista e realização de sonhos e objetivos é o que move a jornada. Superar desafios é o que possibilita a afirmação do espírito. Vencer adversidades quando estamos motivados e felizes é tão importante quanto perpetuar-se na luta nos momentos adversos. A luta a que me refiro transcende o que conhecemos como artes marciais, mas as inclui em alguns casos. Refiro-me à batalha cotidiana pelo conhecimento, pelas oportunidades, pelo crescimento espiritual, físico e emocional. Nos relacionamentos, nas atividades educativas e profissionais. Com tolerância e educação, no lugar da agressividade. Com amor e respeito aos semelhantes. Na promoção da ordem e da paz. 

J.P.D.

domingo, 5 de outubro de 2014

Considerações


PASSANDO A LIMPO

O fato de ter tentado sete processos seletivos ao curso de mestrado me fez passar, ano a ano, aquilo que passo no dia a dia.

Algo bem além dos objetos de estudo, autores e linhas de pesquisa. Algo que transcende as mídias e linguagens. Algo espiritual e transcendente. Perseverar; Persistir; Manter o foco; Ser determinado; Acreditar; Continuar na luta; Até conseguir.

Apesar de vir, durante um longo tempo, passando nos projetos pessoais, com a produção naquilo que faço, sou e tenho, valorizo a oportunidade de estar concluindo o master. Uma ótima oportunidade de aprendizagem. Mas lhes garanto, que a escola da vida, nos ensina muito mais. Assim, mantenho os estudos e trabalhos em dia, para que, aos olhos do céu, me afirme merecedor de cada meta e objetivo.

DEMOCRACIA DIRETA

Exerço o direito de cidadão. Votar e manter o voto secreto.

Porém, acredito e sonho com um mundo em que a sociedade coletiva exercerá o direito de legislar, fiscalizar e controlar os investimentos públicos. O que chamamos de Democracia Direta. A evolução do sistema representativo.

SUPERAÇÃO E FICHA LIMPA

Precisamos de exemplos de superação. Pessoas que aprenderam a superar adversidades pra vencer demandas. Casos reais de caminhos que nos oportunizam o progresso. Motivo de inspiração. Liderança de ficha limpa.

J.P.D.

sábado, 4 de outubro de 2014

Filosofia


ÁGUIAS COM ÁGUIAS

O melhor relacionamento é aquele que nos fortalece. Se somos fortes quando estamos só, melhor é buscar a companhia de quem nos faz mais fortes. Se somos felizes, quando estamos só, melhor é buscar a companhia de quem nos faz feliz.

Cada um precisa de algo determinado pra sentir-se forte e ser feliz. Os hábitos, os planos e as companhias. Melhor nos é estar com quem nos entende. Com quem nos permite ser quem somos. Quem nos fortalece e nos valoriza do modo como nos fortalecemos e nos valorizamos.

Pessoas motivadas produzem mais ao lado de pessoas motivadas. Pessoas ambiciosas crescem mais ao lado de pessoas ambiciosas. Nos sentimos melhor quando estamos juntos. Águias com águias.

CONTRATOS

Quando lhe dão um contrato de trabalho e você rubrica à tinta; Lembre que este trato é com a pessoa física; Proteja-se caso alguém lhe invoque algo espiritual; Mas se assim for reivindicado, guarde o que é seu.

BOAS INTENÇÕES

Ao defender os bem intencionados.
Será conhecido como 'bem intencionado'.

LIBERTOS

Quando a gente está determinado a lutar pelo que a gente quer até conseguir, e isso incomoda algumas pessoas, recomendamo-lhes que facilitem. Assim nos libertamos mais cedo.

PERSEVERE !!!
O melhor caminho . . . 
É aquele em que aproveitamos o trajeto.

'De vagar se vai ao longe'
'A pressa é inimiga da perfeição'
'Um passo de cada vez'

J.P.D.

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Interpretar, Representar e Incorporar !


Esse é pra rir um pouco. O vídeo faz parte de experimentos que venho realizando com a ferramenta vlog. Misturando elementos de representação e interpretação na composição de personagens. Somados à presença da incorporação de subjetividades mitológicas no plano imaginário real 

J.P.D.

Curta Nossas Fanpages





Clique nas imagens acima pra entrar nas Fanpages

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Filosofia do Cotidiano


CARTAS NA MESA

Perguntam-nos: 'O que faz este rapaz? O que quer? Onde deseja ir?'

Então, ao colocar na mesa, as respectivas subjetividades, dizem-nos o que evitam contar: 'Que tal repartirmos entre nós?!'

Completando, dizem-nos: 'Precisamos igual'; Precisamos diferente'; 'Precisamos melhor'; 'Precisamos mais'; 'Precisamos tudo'.

CRITÉRIOS VERGONHOSOS

Perguntei à alta direção: 'Quais critérios utilizam na escolha dos líderes?'
Responderam-me: 'Aqueles que conseguimos manipular com maior facilidade'

DIFERENCIAL

Perguntaram: 'Qual o diferencial do rapaz?'

A resposta foi esta: 'Você costuma fazer limonada, há cinquenta anos, do mesmo modo que aprendeu com seu avô. Este rapaz, em uma semana, inventou sete novos sucos, com o mesmo limão'

ALÔ - BEM VINDOS 

Quando nos ligam, subliminarmente, ouço:

"Ligue-nos e a gente atende com a banda"

ALGO MAIS ? PERGUNTO-LHES 

"Queremos a linha, a casa, a loja e o terreiro"

Respondo-lhes: "O máximo que posso oferecer é minha presença eventual; Em corpo físico"

LICENÇA

Quanto valem as leis ? 
Há valor nas palavras mágicas ?

ESCOLHAS

A lei é o princípio da ordem.
A impunidade é cúmplice da delinquência.

'Quais as medidas?' - Perguntam-nos
'As vossas ou as da lei?' - Indago-lhes

J.P.D.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Podemos Ajudar


No vídeo acima, apresento uma iniciativa, como exemplo, de que podemos ajudar aqueles que necessitam. Aproveitei o fim de semana pra fazer uma boa ação. Um ato simples que pode e merece ser imitado por outras pessoas. Reuni algumas camisetas que estavam guardadas em minhas gavetas e presenteei moradores de rua. A iniciativa visa chamar a atenção daqueles que desperdiçam recursos e jogam fora, nas ruas, utensílios que podem servir a quem precisa. Da mesma forma, chamo a atenção ao desperdício de alimentos por parte dos restaurantes e supermercados. Alimentos que podem ajudar estas pessoas. Sirva o exemplo de que podemos ajudar.

J.P.D.